2 de setembro de 2015

DUBLADOR EM FOCO (113): LUCY GUIMARÃES


Lucy Guimarães nasceu a 4 de julho de 1933.
 Apaixonada pelo radioteatro desde a adolescência, conseguiu ingressar para fazer "pontas" na Rádio Cosmos ainda com 16 anos de idade, com autorização de seus familiares.

Das pequenas participações logo estaria figurando no elenco de uma radionovela. Em 1950, é percebida pela Rádio Cultura, a qual faz um contrato como radioatriz da Casa, tendo Percy Aires como galã na maioria das radionovelas. A dupla fez um enorme sucesso durante cerca de 3 anos, principalmente com  a radionovela "Um Homem que volta", um enorme sucesso da época.

Por volta de 1953, a Rádio Cultura foi vendida para um outro grupo, o qual decidiu renovar todo o elenco na área de radionovelas. Assim, Percy Aires ingressa na TV Tupi e começa a participar de teleteatros, ainda ao vivo, e se tornaria um ator muito conhecido na década de 1960/70, através das telenovelas.

Já Lucy Guimarães, apaixonada pela interpretação com a voz, continuou a sua carreira no Rádio. Desta feita, em 1954, ingressa na Rádio Record e, em seguida, é absorvida pela Rádio São Paulo, a emissora que produzia um número gigantesco de radionovelas, detinha um dos maiores elencos de radioatores e era líder de audiência em radionovelas na cidade de São Paulo.

A Rádio São Paulo, na realidade, também pertencia ao grupo Record, mas muitos radioatores sempre eram testados na Rádio Record em uma radionovela e, poderiam ser promovidos para a Rádio São Paulo que chegou a ter cerca de 5 a 6 radionovelas diferentes, simultaneamente, para "fisgar" a audiência das "donas de casa" daquela época.

Lucy Guimarães participou de inúmeras radionovelas nessa emissora durante cerca de 12 anos.

Com o surgimento da dublagem em São Paulo, em 1958, os radioatores foram procurados para serem os primeiros dubladores, uma vez que sabiam interpretar com a voz.
 Já por volta de 1960, Lucy Guimarães faz pequenas participações no estúdio Gravasom (alguns episódios de "As Aventuras de Rin-Tin-Tin", conforme relato do saudoso Ronaldo Baptista), mas a dublagem não lhe despertou muito interesse, preferindo sempre o Rádio.

Entretanto, as radionovelas iniciam o seu declínio na 1ª metade da década de 60, uma vez que as telenovelas já estavam no gosto popular. Assim, cada vez mais, os radioatores vão perdendo espaço e necessitam procurar novas atividades.
Com o encerramento da Rádio São Paulo, o grande "celeiro" do elenco de dubladores da AIC, Lucy Guimarães ingressa na dublagem definitivamente a partir do 2º semestre de 1966.

Como já havia tido contato com a dublagem e era uma excelente intérprete com a voz, sua primeira dublagem na AIC, foi dublar uma atriz convidada num episódio da 1ª temporada da série Big Valley (esta informação nos foi relatada pelo saudoso Aldo César, o qual participou também desta dublagem e salientou a qualidade da colega numa estreia).

Devido a sua excelente qualidade de dubladora, participa ativamente de inúmeros filmes e dublando atrizes convidadas de séries de TV da época, Encontramos sua presença em Daniel Boone, A Feiticeira, Lancer, Jornada nas Estrelas, O Gordo e o Magro, Jim das Selvas, Terra de Gigantes, Os Monkees e muitas outras.

Um de seus trabalhos marcantes, que ampliou muito mais a sua carreira, foi a dublagem da atriz Eve Marie Saint no filme "Sindicato de Ladrões".

 Escalada por Ézio Ramos, que também dublou o ator Marlon Brando, Lucy Guimarães fez uma dublagem extremamente bem realizada, de acordo com toda a situação psicológica que a personagem sofria. Um excelente desempenho.

Na AIC dublou muitas atrizes em filmes e convidadas em séries de tv.
 Como personagens fixos encontramos:

*Dale Evans no Show Roy Rogers*

*Carol Parker interpretada por Barbara Bostock na série O Sótão*


*"Casey" interpretada pela atriz Wende Wagner na série O Besouro Verde*

Com a crise econômica da AIC, após dublar a personagem Steffy no desenho "Butch Cassidy e os Sundance  Kids", a partir de 1974 se retira do estúdio e dedica-se a outro tipo de atividade, mas, eventualmente, dublava algo no estúdio Álamo.

Somente com o surgimento do estúdio BKS, em 1976, é que Lucy Guimarães retorna efetivamente para a dublagem, atuando também no estúdio Centauro.

A década de 1980 foi muito produtiva para a dublagem paulista e muitos filmes clássicos foram dublados pelo estúdio BKS e Lucy Guimarães ganhou a atriz Doris Day em diversos filmes. Sua voz e interpretação se adequaram perfeitamente.

Um dos seus trabalhos memoráveis foi na dublagem do filme "O Homem que Sabia Demais" de Alfred Hitchcok, ao lado de Hélio Porto dublando o ator James Stewart.

Mas Lucy Guimarães também se destacou em desenho, sendo a voz mais frequente de Úrsula, a esposa de Ursolão em A Família Urso.


Dentre os diversos filmes que participou destacam-se:

*Laura (Ines Pedroza) em Terremoto*
*Chrissie (Susan Backline) em Tubarão*
*Loretta (Dimitra Arliss) em Golpe de Mestre*
*Margie (Elizabeth Thompson) em O Carro - A Máquina do Diabo*
*Mina Van Helsing (Jan Francis) em Drácula (1979)*
*Gretchen (Monica Lewis em Aeroporto 80*
*Vivien Skill (Yvonne Sanson) em O Dia da Ira*
*Kasturba Gandhi (Rohini Hattangadi) em Gandhi (1ª dublagem)*
*Susan Clark em Os Dobermans Atacam e Os Impiedosos*
*Susan Sarandon em A Primeira Página e Quando as Águias se Encontram*
*Ann Blessing em Eu, O Desejo e Uma História de Vampirismo*
*Dublou a atriz Doris Day em Confidências à Meia-Noite, Favor não me incomodar, Não me Mandem Flores e O Homem que Sabia Demais*
*Na dublagem do filme A Profecia (1976), dublou a babá Baylock interpretada pela atriz Billie Whitelaw*


**Babá Baylock no filme A Profecia de 1976**

Uma excelente radioatriz e dubladora que deixou excelentes trabalhos realizados na AIC e também na BKS.

Lucy Guimarães faleceu em 8 de março de 2009, aos 75 anos, de causas não divulgadas.


**VAMOS REVER A DUBLAGEM DE LUCY GUIMARÃES**

*TRECHO DO FILME "SINDICATO DE LADRÕES"*
video

*DUBLANDO A ATRIZ CONVIDADA NO EPISÓDIO "O INTRUSO" DA SÉRIE JORNADA NAS ESTRELAS (último episódio da série)*
video

*TRECHO DO FILME "A PROFECIA", NO QUAL DUBLA AO LADO DE SANDRA CAMPOS E LÍBERO MIGUEL**
video

**Fonte de Pesquisa: "Site Casa da Dublagem" (inclusive foto)**
"Acervo Pessoal"
"Depoimento de dubladores"
"Revista do Rádio, ed. de de fevereiro de 1967"

**Marco Antônio dos Santos**