27 de janeiro de 2014

MEMÓRIA AIC (20): NANNY E O PROFESSOR




Nanny e o Professor foi uma sitcom criada por AJ Carothers e produzida pela 20th Century Fox Television e apresentada pela primeira vez nos Estados Unidos pela rede ABC, entre 21 de janeiro de 1970 a 27 de dezembro de 1971, num total de 54 episódios em três temporadas. 

A série era estrelada por Juliet Mills como Nanny Phoebe Figalilly e Richard Long, como Professor Harold Everett, que havia obtido muito sucesso na série Big Valley com o personagem Jarold.
Richard Long faleceu em dezembro de 1974, aos 47 anos, devido a um ataque cardíaco.


 A personagem Nanny era aparentemente uma mulher com certos poderes psíquicos e que frequentemente tinha “flashes” do que poderia ocorrer no futuro próximo, como saber de antemão quem iria tocar a campainha, entre outras coisas.




Também havia uma vaga sugestão de que Nanny poderia ter mais de cem anos, pois num dos episódios as crianças encontram uma foto dela, que parecia ser tirada a mais de um século atrás. Nanny apareceu misteriosamente um dia na porta do viúvo professor Everett e passa a cuidar dos três filhos dele: Hall um garoto bem intelectual; Butch que era o filho do meio e Prudence que era o mais novo da família. Nanny geralmente atribuía seus poderes a sua fé e também ao amor pela família.

Em pouco tempo Nanny passa a ganhar o respeito e o afeto da família onde passa a morar, apesar de às vezes se confundir diante de suas premonições, gerando cenas muito engraçadas. Periodicamente surgia uma vizinha muito curiosa chamada Sra. Fowler e na metade da primeira temporada, um carro todo amarelo, um Ford Modelo 1930, passou a incorporar a série.

A série nunca deixou bem claro se Nanny era uma bruxa, maga ou algo semelhante e nem tampouco o porquê foi trabalhar justamente na casa dos Everett. Na opinião de muitos telespectadores, a série era uma versão televisiva menos cômica do filme “Mary Poppins”.





Durante o decorrer dos episódios outros personagens convidados também apareciam como o Tio Alfred como um homem muito excêntrico, que prendia a atenção das crianças através de suas maravilhosas histórias. Às vezes, a casa recebia a visita da Tia Justine (Ida Lupino) e também da Tia Agatha, duas amáveis senhoras que costumavam descer no quintal da família num gigantesco balão.

Havia também a Tia Henrietta, uma senhora muito excêntrica que chega à cidade juntamente com seu circo e que provoca em Nanny estranhas premonições.

 A atriz Juliet Mills recebeu indicação ao prêmio Golden Globe como “Best TV-Actress – Musical/Comedy” de 1971.


Na década de 1990 foi produzida a série "The Nanny" (1993-1999), a qual se inspirou em Nanny e o Professor, porém os temas abordados e personagens obtiveram uma outra perspectiva, já que 20 anos haviam decorridos.


**A SÉRIE NO BRASIL**

Nanny foi exibida nos Estados Unidos de janeiro de 1970 a dezembro de 1971. O que poucos sabem é que a série é composta por 3 temporadas. A primeira foi exibida de janeiro até abril de 1970, com apenas 15 episódios.

 A segunda temporada foi exibida de setembro de 1970 a março de 1971 (24 episódios). A terceira e última foi exibida de setembro a dezembro de 1971 (15 episódios). 


  No Brasil, foram exibidas as duas primeiras temporadas e dubladas em 1970 por Wilson Ribeiro, antes de sua saída da AIC, uma vez que a sua estreia ocorreu somente em setembro de 1974 pela Tv Bandeirantes.

Não há nenhuma informação do motivo da série ter sido dublada 4 anos da sua estreia na televisão brasileira.

Em meados de 1975, a série sai da grade de programação e só retornaria em 1978 pela Tv Tupi.

Ainda entre 1987/88 a Tv Guaíba de Porto Alegre exibe os 39 episódios, que abrangem as duas primeiras temporadas da série.

 Nanny e o Professor nunca foi um programa popular no Brasil, porém sempre teve um bom número de seguidores, fãs que até hoje se recordam das situações inusitadas e criativas que a série trazia, ou seja, um estilo ligado à boa formação dos valores familiares que já há muito estão distantes no tempo !!




**A DUBLAGEM DE NANNY E O PROFESSOR**

A dublagem da série Nanny e o Professor foi muito bem cuidada e contou com um elenco de vozes para os atores principais altamente integrado, sintonizado o que a deixou sensível e agradável de ser ouvida.


Wilson Ribeiro, que já havia dublado Richard Long na série Big Valley com o personagem Jarold, foi escalado novamente para o ator, o que demonstra como a AIC sempre primou para preservar as vozes ideais para a dublagem dos atores, sempre que isso foi possível na época.


Provavelmente, foi o último personagem fixo dublado por Wilson Ribeiro, uma vez que se retirou da vida artística em fevereiro de 1971.

Para Nanny, tivemos a oportunidade da presença de Gilmara Sanches, a qual já atuava mais como diretora de dublagem. Com toda a sua experiência, Gilmara imprimiu um tom de voz perfeito para a personagem, demonstrando a sua extrema qualidade na arte de dublar.

Ainda tivemos a presença de Aliomar de Matos, Maria Inês e Orlando Viggiani que abrilhantaram o trabalho como um todo.

Apesar de ter sido uma série curta, foi mais uma dublagem da AIC realizada com a qualidade que sempre norteou o estúdio.




**ELENCO PRINCIPAL / PERSONAGENS / DUBLADORES**

*Juliet Mills (Nanny): Gilmara Sanches.

*Richard Long (Prof. Harold Everett): Wilson Ribeiro.


*David Doremius (Hal Everett): Orlando Viggiani.


*Kim Richards (Prudence Everett): Maria Inês.


*Trent Lehman (Butch Everett): Aliomar de Matos.


*Narração da abertura: Carlos Alberto Vaccari.


**REVENDO 1 EPISÓDIO DE NANNY E O PROFESSOR**





**Colaboração: Edson Rodrigues**

**Marco Antônio dos Santos**

0 comentários:

Postar um comentário