28 de setembro de 2013

DUBLADOR EM FOCO (111): RAYMUNDO DUPRAT


**Fotografia de 1958**


Raymundo José Vasconcelos Duprat nasceu na cidade de Recife, em 30 de setembro de 1917. Seu pai era comerciante e, quando estava com cerca de dez anos de idade, toda a família se transferiu para a cidade de São Paulo. 
Sua família se dedicava aos negócios, mas dos 4 filhos, Raymundo era o único que preferia a vida artística.


Ao contrário de muitos que iniciaram a sua carreira no Rádio, Raymundo Duprat era apaixonado por Cinema. Assim, inicia pelos bastidores na produção de filmes. Foi aprendendo e consegue participar como figurante em "Alameda da Saudade 113", em 1950, e como continuísta, editor e câmera em "O Saci" no ano seguinte.
Mesmo tendo que administrar, com seus irmãos, as lojas da família, Raymundo Duprat nunca deixou o ambiente do Cinema.
Assim, surge a sua primeira chance no filme "O Grande Momento", de 1958, embora fosse apenas um personagem bem secundário.


Esse filme com Gianfrancesco Guarnieri, Paulo Goulart , Turíbio Ruiz, abriu as portas para o seu ingresso na televisão ainda "ao vivo". Participou no início da década de 1960 de diversos teleteatros, principalmente na extinta TV Paulista, mas teve algumas passagens também pela TV Tupi.



  **A voz fantástica para George Jetson**


Nessa época, Raymundo Duprat se dedicava quase que exclusivamente a sua vida artística, deixando de lado a área comercial.
No ano de 1963, a convite de Older Cazarré, foi fazer um teste para dublar o personagem George Jetson, uma vez que a dublagem americana do personagem era bastante incomum.

Imediatamente Raymundo Duprat conseguiu elaborar um falsete fantástico para o personagem, o qual até hoje ficou sendo uma marca registrada. Mesmo dublando George Jetson, participou da dublagem de inúmeros desenhos do início da década, produzidos pelos estúdios Hanna Barbera.



Há diversas participações, com falsetes também, em episódios de Pepe Legal, Leão da Montanha, Tartaruga Touché, Os Flintstones, e muitos outros. Entretanto ficou muito conhecido ao dublar o personagem guarda Chico no desenho Zé Colméia. Foi o dublador mais frequente com esse personagem.


**A voz mais frequente do guarda Chico em Zé Colmeia**


Tinha um grande potencial para os desenhos, mas também participou de séries de tv, dublando convidados em Perdidos no Espaço, Jornada nas Estrelas, etc.

Em 1967, foi escalado para substituir Waldyr Guedes, o qual se afastou por um período da AIC, para a dublagem do personagem Larry Tate na 3ª temporada da série A Feiticeira.

 Praticamente Raymundo Duprat dublou o personagem quase integralmente nesta temporada, até o retorno de Waldyr Guedes.



**Larry Tate na 3ª temporada de A Feiticeira**


Em meados de 1967 se afastou da AIC, procurando retornar ao Cinema, esporadicamente dublava no estúdio Odil Fono Brasil, mas também  se dedicava aos negócios da família.


Por volta de 1971/72, chegou ao Brasil Vila Sésamo. Além de serem aproveitadas cenas originais, também eram realizadas cenas com atores brasileiros: Sônia Braga, Aracy Balabanian, Armando Bógus, etc.
 As cenas americanas necessitavam de dublagem, assim a Tv Cultura e a Rede Globo, que exibiram e produziram a versão brasileira da série, enviaram para estúdio Odil Fono Brasil, onde Raymundo Duprat dublou o personagem Caco.



**A voz do personagem Caco em Vila Sésamo**


Durante alguns anos dublou o personagem Caco em Vila Sésamo e em 1973 fez uma discreta participação no filme "Regina e o Dragão de Ouro".
Durante a década de 1970, Raymundo Duprat foi diretor de dublagem no estúdio Álamo até 1982.


Em 1981, participou de outro filme, "Os Insaciados". Segundo seus familiares, a participação de Duprat neste filme visava obter recursos para sair da cidade de São Paulo.

Dessa forma, em 1982, Raymundo Duprat decide se transferir para a cidade de Recife, local onde seu irmão caçula administrava duas lojas da família.


Sua decisão foi inesperada no meio da dublagem, mas Raymundo Duprat abandonou a carreira artística e nunca mais retornou a São Paulo, falecendo devido a problemas cardíacos em 1989.



**Vamos relembrar algumas dublagens de Raymundo Duprat:


**VÍDEO 1: GEORGE JETSON**


**VÍDEO 2:

 **DUBLANDO UM CONVIDADO NA SÉRIE JORNADA NAS ESTRELAS**


**VÍDEO 3: LARRY TATE NA SÉRIE A FEITICEIRA**


**Agradecemos aos familiares de Raymundo Duprat pelas informações !

**Fonte de Pesquisa: Acervo Pessoal**

**Marco Antônio dos Santos**

1 comentários:

Vanderlei Oliveira disse...

Maravilhoso trabalho, só pra variar, Marco. Parabéns por mais esse! Grande abraço!

Postar um comentário