12 de maio de 2013

MEMÓRIA AIC (18): OS VIOLENTOS


Os Violentos (The Outcasts) foi uma série de televisão de curta duração do gênero western, criado por Ben Brady e Leon Tokatyan, estrelado por Don Murray e Otis Young, e principalmente notável por mostrar pela primeira vez na televisão americana um ator afroamericano protagonizando um seriado de faroeste.

A série  girava em torno da generosidade de um caçador branco chamado Earl Corey que se torna amigo de um escravo recentemente libertado conhecido como Jemal David, por volta de 1860, em algum lugar do Velho Oeste. 

Embora o seriado tenha tido somente uma temporada, ele conseguiu refletir todo o clima racial americano da década de 1960, mais do que demonstrar uma boa qualidade própria, já que a série também foi bastante criticada pela violência, para aquela época, considerada muito excessiva. 

Várias dinâmicas foram transpostas para a série, como os dois heróis que eram muito amigos, bons parceiros e ambos demonstravam grande generosidade ao caçar, apesar de sempre um necessitar do outro para alcançar seus objetivos. Ainda assim, havia uma sutil dicotomia do tipo pobre-rico, branco-negro em diversos momentos. 




Earl Corey já havia sido em tempos passados, um homem muito rico que mantinha uma grande plantação, mas que tinha perdido tudo. Por outro lado, Jemal David tinha sido um escravo e nunca possuiu coisa alguma, mas agora podia lutar para ter o que desejasse. De uma maneira geral Corey tendia a estar sempre tenso neste novo momento de sua vida, enquanto que Jemal levava as coisas sem muita dificuldade. 

A série foi apresentada originalmente nos Estados Unidos pela rede ABC, entre 23 de setembro de 1968 a 5 de maio de 1969, num total de 26 episódios.

Embora os temas dos roteiros de cada episódio possuíssem um conteúdo para levar à reflexão a condição do ser humano, Os Violentos não obteve audiência  necessária para implacar uma possível 2ª temporada. Os americanos conviviam com a Guerra do Vietnã, problemas raciais e não desejavam assuntos tão profundos para assistir pela televisão.

 A série utilizou o gênero western, mas fugiu das estruturas dos demais seriados da época, procurando abordar a liberdade de expressão, a opressão de classes sociais, o preconceito, etc.





**A SÉRIE NO BRASIL**

 
Os Violentos estreou no dia 11 de janeiro de 1970 pela TV Record, uma sexta-feira, às 23h. A forte Censura no Brasil não vetou a série, mas determinou que não fosse exibida antes das 20h.
A TV Record, trouxe essa série para que fosse exibida durante os meses do início do ano e, acreditava que o público brasileiro não a rejeitasse como o público americano.


Entretanto, os brasileiros estavam acostumados com séries de western, com cunho familiar, como Bonanza, Big Valley, Lancer e até o agente James West.  Sendo assim, não conseguiram assimilar a nova proposta do seriado.


A TV Record exibiu durante 3 meses, mas a retirou da programação. Ainda com episódios inéditos e com os direitos de exibição, Os Violentos era exibido sem aviso prévio, apenas ocupando uma lacuna deixada por algum programa.


Sendo assim, em 1972, Os Violentos migra para a TV Bandeirantes, a qual formou um horário nobre de séries de western com Laramie, Big Valley, Laredo, Cavalo de Ferro e Os Violentos.

Com o advento da tv a cores no Brasil, naquele ano, foi a 1ª vez que essas séries foram exibidas coloridas e, isso, gerou muito interesse do público, o qual aceitou razoavelmente Os Violentos.
A TV Bandeirantes manteve essa programação até 1974.





A crise financeira na TV Record começou a se aprofundar e em 1977, a emissora retorna com Os Violentos, porém (com receio de espantar o telespectador), alterou o nome da série para "DOIS CONTRA O OESTE".

Para isso, a abertura com a narração de Carlos Alberto Vaccari foi extirpada. Após a exibição dos 26 episódios, Os Violentos retornaria em 1981 na Sessão Bang-Bang da Record, ficando até 1983, porém com o mesmo título: "Dois Contra o Oeste".


  Consta que esta teria sido a última exibição da série no Brasil.



**A DUBLAGEM DO SERIADO**


Dublado no 2º semestre de 1969, Os Violentos tinha somente dois personagens, os quais tinham uma grande interpretação.

Acertadamente foram escolhidos João Ângelo para dublar o negro Jemal David e Francisco Borges para a dublagem de Earl Corey.

Sem dúvida alguma, um grande momento na carreira desses dois dubladores, que conseguiram imprimir toda a carga de dramaticidade, de experiências de vidas diferentes que os personagens traziam.
A integração dos dois dubladores foi extraordinária, demonstrando a excelência profissional de ambos.


**João Ângelo**

Houve diversos atores convidados, que foram dublados ainda por um elenco de enorme qualidade: Marcelo Gastaldi, Waldyr Guedes, Xandó Batista, Rebello Neto, Batista Linardi e tantos outros.




**Francisco Borges**

Infelizmente, não conseguimos informações a respeito da existência desta dublagem e , ao que tudo indica é uma série que nem tvs a cabo possuem interesse. 


Isso demonstra a falta de sensibilidade das emissoras, pois devido aos temas abordados em Os Violentos, muitos ainda são atuais, sobretudo, em países como o Brasil.

A dublagem desta série é mais uma que ficará no arquivo de tantas memórias auditivas da AIC !!


**Vamos rever 1 episódio de Os Violentos**






*Colaboração: José Alexandre Garcia**
**Fonte de Pesquisa: Revista Amiga, maio/1974**



**Acervo Pessoal** 

**Marco Antônio dos Santos**

3 comentários:

Art´s in Vinil - Adesivos Personalizados disse...

parabéns, amigo.. gostei mto... fui fã desse filme embora me lembre mto pouco..tenho ate dois 3 ou 4 dvds q comprei pela net deles.. me tira uma duvida: nos anos 80 na record eles nao usaram o nome de OS FORAS DA LEI?? abraço e ótimo site

Aloisio Agostinho disse...

Me lembro de ter assistido com o título de 'Os Rebeldes",se não me engano na Tv Record,ou Globo.Saudades.Obrigado pela postagem.

gemacruz disse...

Parabéns pela explanação, assisti muito essa série, porém me recordo pouco, hoje tenho o apelido de Gemá por também ser negro e gostar de andar a cavalo rsrs.

Postar um comentário