2 de maio de 2013

DUBLAGEM INESQUECÍVEL (18): TERRA DE GIGANTES




Para realizar mais esta série Irwin Allen gastou na época a quantia de aproximadamente 250.000 dólares por episódio, uma quantia exorbitante nunca utilizada numa série até então, que grande parte foram empregados em diversos e enormes cenários, objetos imensos, nave espacial e uso de muitos outros artifícios para causar o efeito visual desejado.


Alguns objetos devem ter custado uma fortuna, como por exemplo, a criação de uma gigantesca mão que abraçava alguns personagens quando capturados. Além do custo, esta série também exigiu atores em perfeitas condições físicas, usando dublês somente para determinadas cenas consideradas muito arriscadas e perigosas.


Muitas cenas exigiram dos atores grande esforço, além de enfrentarem um ou outro perigo relativamente pequenos e arranhões, pois tinham de subir usando ou descer utilizando enormes fios de telefones, transpor grandes objetos e coisas similares.



Terra de Gigantes foi apresentada originalmente pela rede ABC, nos Estados Unidos, de 22 de setembro de 1968 até 22 de março de 1970, num total de 51 episódios, em duas temporadas.


A série inicia num aeroporto onde um grupo de passageiros embarca na nave comercial "Spindrift" de Los Angeles para Londres no ano de 1983. Nessa época (segundo a série) os aviões já haviam sido substituídas por naves com propulsão atômica capaz de voar a uma incrível velocidade e em imensas alturas chegando a atingir a esfera sub-orbital da Terra.

Após entrar numa dobra espacial acidentalmente, cai num planeta onde todos são gigantes. Este planeta é controlado por um Estado totalitário, controlando tudo e a todos. O nome da polícia especial era SID (Special Investigation Department), cujo Chefe era o inspetor Kobick.


A tripulação, chamada pelos gigantes de "pequeninos", passam por diversas dificuldades, quando ocasionalmente um deles é pego por algum gigante. Criam alguns utensílios, usando barbantes como cordas, pregadeiras ou clips como ganchos.




**DO SUCESSO AO CANCELAMENTO**

A 1ª temporada de Terra de Gigantes obteve um enorme sucesso. Praticamente, antes da série iniciar, Allen já havia produzido 16 episódios. Um dos fatores que foi preponderante para a audiência, foram os roteiros bem uniformes, muito bem escritos e a criação do personagem inspetor Kobick.

Para Terra de Gigantes, Allen contratou Bob e Esther Mitchel, os quais fizeram os roteiros de mais de 50% dos episódios da 1ª temporada.

Seguindo um padrão, mostravam claramente que o mundo dos gigantes era semelhante aos países da antiga "Cortina de Ferro Comunista". Os gigantes eram mais atrasados e para o governo se falava em "nomeações para o conselho supremo", o qual controlava a tudo, uma alusão ao partido comunista da antiga União Soviética.

A 1ª temporada primou com episódios que abordavam até a luta de alguns gigantes para derrubar o regime, além de mostrar o famoso S.I.D., como se fosse a polícia russa KGB.


Podemos citar diversos episódios com muita coesão, como: "Os Guerrilheiros", "Lavagem Cerebral", "A Pedra Mortal", "Sabotagem" e "A Perseguição" entre outros excelentes.


Entretanto, após o término da 1ª temporada, Allen foi surpreendido pela Fox, a qual determinou o corte de gastos para a produção da série. Apesar do imenso sucesso, o estúdio ainda amargava dívidas com o fracasso de bilheteria do filme "Cleópatra" e presumiu que a série poderia ser mais econômica e ter a mesma audiência.


Isso se tornou claro com a redução de cenários e dos estúdios. Até o cenário da nave "Spindrift" foi severamente diminuído. Dessa forma, os roteiros também teriam que se ajustar à nova realidade.


Bob e Esther Mitchel, os maiores responsáveis pelo sucesso dos episódios da 1ª temporada, se recusaram a alterar o estilo que haviam criado e se afastaram da série temporariamente.


Com os prazos vencendo, Irwin Allen recorreu a outros roteiristas (muitos que já haviam trabalhado com ele nas séries anteriores).




A 2ª temporada passa assim a ter episódios irregulares, que iam de excelentes a muito fracos. Para contentar a Fox, Allen acabou ocorrendo no mesmo equívoco que houve com os últimos episódios da série O Túnel do Tempo, ou seja, alguns episódios de Terra de Gigantes se envolvem com alienígenas e até viagens pelo tempo.

A audiência americana começa a decair e Allen convidou até Jonathan Harris para o episódio "O Flautista", mas a série fechou com índices baixos de audiência e, mesmo assim, ainda com um custo muito elevado.

Bob e Esther Mitchel, por força de contrato ainda escreveram cerca de 2 episódios, mas a diferença entre as duas temporadas era enorme.
 Mesmo assim, nesta 2ª temporada há episódios excelentes como: "Seis Horas para Viver", "Peça de Coleção", "Os Andróides", "As Iscas Pequeninas" e "Câmara do Terror", no qual o ator Don Matheson desmaia durante a cena, a qual foi gravada desta forma porque estava no roteiro e só perceberam ao final da filmagem.

Após 51 episódios, Terra de Gigantes foi cancelada e se tornou uma série "cult" em diversos países, principalmente no Brasil.




**TERRA DE GIGANTES NO BRASIL**

No Brasil, a série estreou no dia 02 de março de 1969, às 18h30, aos domingos pela TV Record, a qual reexibia o episódio aos sábados. Terra de Gigantes foi a série que substituiu Perdidos no Espaço no mesmo horário.

Desde o início, Terra de Gigantes foi um grande sucesso e, seguiu uma trajetória de diversas exibições em conjunto quase sempre com Perdidos no Espaço, O Túnel do Tempo e Viagem ao Fundo do Mar. 

Em 1972, a série migra para a Rede Globo, onde foi exibida durante um bom tempo. Entre 1974 e 1976 Terra de Gigantes não foi exibida, mas em 1977, a Rede Globo (ainda com os direitos para exibição), lança a experiência de uma programação matutina. Além de todas as séries de Allen, também foram exibidas as séries A Família Robinson e Daniel Boone.

Em 1979, a TV Tupi já em plena crise econômica traz Terra de Gigantes, pois era garantia sempre de audiência. Com o encerramento das atividades da emissora, a série novamente fica fora do ar durante algum tempo.


Em 1983, Terra de Gigantes já está na grade de programação da TV Bandeirantes, onde ficaria até meados de 1984. Na mesma década, por volta de 1986/87, seria exibida pela TV Guaíba de Porto Alegre, na época uma emissora independente.


Em 1990, com a venda da TV Record para um novo grupo de empresários, Terra de Gigantes retornaria com as demais séries da Fox na sessão criada "Manhã de Aventura", onde foi exibida até meados de 1991, mas retornou em 1992, no horário vespertino (embora somente, desta vez, a 1ª temporada foi exibida).


Em 1993, com a chegada do canal a cabo Fox, Terra de Gigantes voltaria a ser exibida por cerca de dez anos. Posteriormente, ainda foi exibida pela canal a cabo FX e pela Rede Brasil.


Com pequenos intervalos, Terra de Gigantes retornou sempre às emissoras com audiência garantida nesses últimos 40 anos.





**A DUBLAGEM DA AIC**



Conforme informações de alguns dubladores, Terra de Gigantes teve a direção de dublagem de Dráusio de Oliveira, o qual escalou de forma brilhante os dubladores dos personagens principais.
O fato da série não ter sido muito longa fez com que não houvesse alterações no elenco de vozes, deixando-o bem uniforme.

**ELENCO / DUBLADORES FIXOS /**



*Gary Conway (Capitão Steve Burton):
Dráusio de Oliveira.

*Don Matheson (Mark Wilson): 
João Paulo Ramalho.

*Don Marshall (Dan Erickson): João Ângelo.

*Deanna Land (Valerie Scott): Isaura Gomes.

*Stefan Arngrin (Barry): Aliomar de Matos.

*Kurt Kazzner (Fitzhug ): José Soares.

*Heather Young (Betty Hamilton): Sandra Campos.

*Kevin Hagen (inspetor Kobick): 
Osmiro Campos e Francisco José (em 1 episódio).

*Narração da abertura: 

Carlos Alberto Vaccari e Francisco Borges (em alguns episódios).



Sem dúvida alguma, todos, sem exceção, realizaram um trabalho merecedor de aplausos. Destacamos a experiência de José Soares com o personagem Fitzhug, e o profissionalismo de todos envolvidos.
A direção de dublagem de Dráusio de Oliveira foi exemplar e, a cada episódio, todos os dubladores ficaram muito mais integrados aos seus personagens, como Osmiro Campos que deu a interpretação não só de um simples vilão, mas até de um policial obsecado e sádico.

Os dubladores escalados para dublarem os convidados tiveram um desempenho tão perfeito, que também pareciam integrarem o elenco fixo.

Entre vários convidados, destacamos: Aldo César, Flávio Galvão, Wilson Ribeiro, Eleu Salvador, Francisco José, Marcelo Ponce, Rita Cleós, Lucy Guimarães, Dulcemar Vieira, Judy Teixeira, Borges de Barros, Carlos Campanile, Sílvio Matos, entre muitos outros.

Uma dublagem reconhecidamente bem realizada, a qual é impossível  apagar de nossas mentes ao assistirmos Terra de Gigantes. Para o fãs da boa dublagem brasileira e da AIC, foi mais um marco histórico do estúdio.

Para os admiradores dessa dublagem, se tona até "estranho" assistirmos no original.

Parabéns a todos que deixaram o seu trabalho eternizado !

Os fãs agradecem de coração !



**VAMOS RELEMBRAR A DUBLAGEM DE TERRA DE GIGANTES**


**Vídeo 1 /

Participam os dubladores Maralise Tartarine e Eleu Salvador.


**Vídeo 2 /
Participam os dubladores Bruno Netto e Mário Jorge Montini.


**Vídeo 3 / 
Participa Osmiro Campos dublando o inspetor Kobick

Abertura da 2ª temporada 
**Vídeo 4 /
Participam os dubladores Dulcemar Vieira e Sílvio Matos.


**Vídeo 5 /.
Observem como o ator Don Matheson perde os sentidos!


**VÍDEO 6 /
Participação dos dubladores Líria Marçal e Eleu Salvador



**VÍDEO 7 /
**Participação de Jonathan Harris, dublado por Borges de Barros**


*Fonte de Pesquisa:*Site Retro TV*
*Revista Intervalo: março de 1969*
*Revista Amiga: fevereiro de 1977*
*Site oficial Land of the Giants*
*Acervo Pessoal*

**Marco Antônio dos Santos**

1 comentários:

Dagger disse...

A locução de Carlos Alberto Vaccari é de arrepiar! Quantas saudades.

Postar um comentário