8 de abril de 2013

A DUBLAGEM DO FILME "ULISSES"



Com base na “Odisséia” de Homero e adaptado para o cinema por sete
escritores, Ulisses é uma boa produção do cinema italiano de 1954. Realizado pelo cineasta Mario Camerini, que nos brinda com uma direção correta, o filme é repleto de ação e aventura.

Os cenários e figurinos são de evidente bom gosto. Os efeitos especiais são outro ponto que merece ser destacado, principalmente nas cenas que envolvem o Polifemo de um olho só, o gigante filho de Netuno. As cenas finais, quando Ulisses livra sua casa dos pretendentes indesejados são bastante violentas e sangrentas, mas bem executadas.

No elenco, Kirk Douglas está perfeito no papel-título, com uma atuação forte e convincente, dominando cada cena em que se acha presente. Anthony Quinn, no papel do principal pretendente, Antinoös, também nos  proporciona um ótimo desempenho. Logo a seguir, as atrizes Silvana Mangano e Rossana Podestà aparecem muito bem em seus respectivos papéis.


**RESUMO DO ENREDO DO FILME**


Na antiga cidade grega de Ítaca, Penélope, esposa dedicada de Ulisses, governante da cidade, lamenta os diversos grupos de pretendentes que fixaram residência em seu palácio desde o desaparecimento de seu marido, dez anos antes.

 Embora a maioria acredite que Ulisses esteja morto, pressionando-a para que volte a se casar, Penélope se apega à sua crença de que o marido em breve voltará. Ela escuta um contador de histórias antigas, quando este fala da guerra de Troia, na qual, admitindo a derrota, Ulisses presenteia os vencedores com um imenso cavalo de madeira. Continuando, o contador de histórias diz que, ao abrirem os portões de sua cidade murada, para receberem o presente, os troianos foram apanhados de surpresa ao verificarem que o imenso cavalo estava cheio de soldados de Ulisses.

 Após derrotá-los, Ulisses teria destruído o Templo de Netuno, Deus do Mar. Testemunhando a destruição, a vidente Cassandra teria, então, proferido uma maldição contra ele, condenando-o a sofrer a ira de Netuno.

Revoltado, Telêmaco diz à mãe que está saindo para procurar o pai, mas ela implora para que ele fique. Penélope, que havia feito um acordo com seus pretendentes de que voltaria a se casar quando terminasse uma tapeçaria retratando as obras de Ulisses, diz que eles poderão descobrir que, à noite, ela tem secretamente desmanchado o trabalho do dia, atrasando assim a conclusão de tal tapeçaria.

Na praia de uma ilha próxima de Ítaca, entretanto, Ulisses é encontrado inconsciente pela bela princesa Nausícaa. Embora ele tenha perdido a memória, a jovem e seu pai, o rei Alcínoo, acreditam ser ele de família nobre e o acomodam no palácio.  


**O GIGANTE POLIFEMO**


Por sua vez, Ulisses se prepara para se casar com Nausícaa, mas atormentado por seu passado em branco, volta à praia onde foi encontrado para tentar se lembrar de algo. Olhando para o mar, ele finalmente se recorda de estar em um navio durante uma tempestade, dando ordens aos seus homens para lançarem ao mar o resultado da pilhagem feita em Troia.

 O navio sobrevive à tempestade, e os homens desembarcam em uma ilha aparentemente deserta. Enquanto procuram por comida, eles se deparam com uma pegada gigante e seguem o som de ovelhas em uma grande caverna. Lá, além de ovelhas, encontram grandes rodelas de queijo, enormes ferramentas e logo são confrontados com o morador da caverna, o Polifemo de um olho só, gigante filho de Netuno. Capturados pelo gigante, Ulisses e seus homens conseguem fugir após cegá-lo com um pedaço afiado de madeira. 


Ao chegarem à praia, voltam ao navio e dão sequência à viagem que faziam. Algum tempo depois, o navio passa perto de uma ilha assombrada por sereias, conhecidas por seduzir marinheiros com suas belas vozes e persuadí-los a jogar seus navios contra as rochas da ilha.

 Embora Ulisses instrua seus homens a taparem os ouvidos, ele também insiste em ser amarrado ao mastro do navio para que possa ouvir o canto das sereias, sem perigo. Elas, no entanto, o atormentam ao imitarem as vozes de Penélope e de Telêmaco, mas apesar dos gritos de Ulisses, sua equipe conduz o navio em segurança.

**ULISSES PRESO AO MASTRO DO NAVIO PARA OUVIR AS SEREIAS**



Mais tarde, porém, o vento morre e o navio chega à costa de outra ilha. Ulisses dirige seus homens para explorá-la e logo encontra a linda e traiçoeira feiticeira, Circe. Sentindo-se desesperadamente solitário, Ulisses é facilmente seduzido por Circe, que se parece muito com Penélope.

 A feiticeira transforma os outros homens em porcos, imaginando que ele não se importará se ficar sem sua tripulação. No entanto, Ulisses a ameaça com uma faca e Circe faz com que os porcos voltem a se tornar humanos a quem ela estende sua hospitalidade. Enfeitiçado, Ulisses fica com Circe por mais seis meses, até que sua tripulação inquieta se amotina.


 Apesar de Circe avisá-los sobre uma tempestade que se aproxima, os homens decidem partir. Uma forte tempestade se abate sobre o mar e, de longe, Ulisses observa o navio ser destruído.


 Na esperança de mantê-lo para sempre, Circe oferece a Ulisses o dom da imortalidade, mas ele o recusa. Tentando fazer com que ele mude de idéia, a feiticeira recorre a atormentados fantasmas de vários guerreiros, mas o fantasma da mãe de Ulisses o convence a voltar para Penélope. 


**ULISSES E A FEITICEIRA CIRCE**


De volta ao presente, Ulisses sai do seu devaneio, com sua memória restaurada, e depois de revelar sua identidade para Nausícaa, declara que precisa voltar à Ítaca. Embora com o coração partido, a jovem dá sua bênção e Ulisses chega à sua ilha na véspera dos jogos.

 Disfarçado de mendigo, procura uma audiência com Penélope e declara que ele é um velho amigo de Ulisses. Ciente do iminente casamento dela, ele a lembra do arco e flecha que apenas Ulisses, ajudado pela deusa Atena, teve a força para dobrar, em seu casamento.


Apesar de Penélope não reconhecê-lo, o cachorro da família o faz, e Telêmaco também percebe que o mendigo é seu pai. Ulisses convence o filho a manter o seu segredo, pois ele precisa saber se Penélope ainda o ama.

 No dia seguinte, ela comunica aos seus pretendentes que os jogos terão início com um concurso de arco e flecha, utilizando o velho arco de Ulisses. Para tanto, são colocados doze anéis em linha, e os pretendentes devem curvar o grande arco e mandar uma flecha através de todos os doze anéis. Ela se casará com aquele que provar ser capaz de realizar tal feito, como Ulisses frequentemente o fazia.

**PENÉLOPE E EURICLEA**


Os pretendentes têm, um por um, a sua vez, mas nenhum consegue curvar o arco, impossibilitando-os de tentarem mandar uma flecha através dos anéis. Ulisses, então, pergunta se poderia tentar o arco. Antinoös não concorda, mas Penélope, que estava observando a cena, insiste para que ele tenha direito a uma chance.

 Telêmaco intervém ao mandar sua mãe de volta a seu quarto. Sem alarde, Ulisses ajusta uma flecha no arco e atira através de toda a linha de anéis. Em seguida, ajusta uma segunda flecha, desta vez destinada à garganta de Antinoös.

 Não percebendo o que está ocorrendo e pensando tratar-se de um acidente, os pretendentes cercam Ulisses, mas este joga fora seu disfarce e os mata. Em seguida, lamentando o banho de sangue por ele provocado, dá ordens para que o salão seja purgado pelo fogo.



**ANTHONY QUIN: UM DOS PRETENDENTES DE PENÉLOPE**


**A DUBLAGEM DO ÉPICO**

Mais uma vez, encontramos João Paulo Ramalho dublando o ator Kirk Douglas num épico. Apesar da dublagem de Ulisses ser anterior a de Spartacus, a dublagem realizada por João Paulo Ramalho é digna de admiração.
Mesmo sendo o mesmo ator, as dublagens são bem definidas, pois Ulisses é um grande herói, repleto de façanhas, de muito inteligência e é um personagem instigador. 

Spartacus, apesar de ser um personagem épico também, já possui uma enorme carga de dramaticidade, conforme já abordamos, anteriormente, sobre a dublagem deste filme no blog.

Mesmo tendo sido o mesmo ator nos dois filmes, a voz e a interpretação são perfeitas e até magníficas para os dois personagens épicos. 
A dublagem do filme Ulisses é mais um conjunto de grandes valores que pertenceram ao quadro da AIC.




Além de João Paulo Ramalho, Isaura Gomes brilha com Penélope e também dublando a feiticeira Circe, uma vez que a atriz Silvana Mangano faz as duas personagens. Interpretações maravilhosas para duas personagens completamente diferentes num mesmo filme.



Há ainda a marcante presença de Carlos Alberto Vaccari dublando o ator Anthony Quinn, onde a voz e a interpretação de Vaccari se integra perfeitamente à personalidade e ao físico do personagem.


Enfim, há presença de grandes nomes da AIC e de alguns que ainda estavam iniciando na dublagem, os quais já demonstram a sua grande competência para a carreira que desempenhariam como, por exemplo, Carlos Seidl, hoje um dublador e diretor de dublagem de grande mérito.



Elenco Parcial / Personagens / Dubladores 


**Kirk Douglas (Ulisses) : João Paulo Ramalho.
**Anthony Quinn (Antinoös): Carlos Alberto Vaccari.
**Silvana Mangano (Penélope / Feiticeira Circe): Isaura Gomes.
**Franco Interlenghi (Telêmaco): Nelson Batista.


**Jacques Dusmenil (Rei Alcínoo): Garcia Neto.


**Rossana Podestà (Nausicaa): Maralise Tartarine.


**Umberto Silvestri (Polifemo / Krakos): Mário Jorge Montini.


**Daniel Ivernel (Euriloco): Francisco Borges.


**Sylvie (Euriclea): Noely Mendes.



**Devido ao grande número de personagens, participam também os dubladores: José Soares, Mário Vilela, Francisco José, Waldyr Guedes, Yolanda Cavalcanti, Marcos Miranda, Carlos Seidl, etc.




Desejamos que a dublagem realizada pela AIC fique perpetuada pela distribuidora, pois assistir esta excelente adaptação da obra "Odisséia", de Homero, se torna algo extraordinário com mais essa inesquecível dublagem da AIC.


**Vamos relembrar algumas cenas com a dublagem da AIC:

**Vídeo 1: Isaura Gomes e Carlos Alberto Vaccari.
video


**Vídeo 2: Ulisses e o gigante Polifemo.
video

**Vídeo 3: Ulisses e o encontro com as sereias.
video


**Marco Antônio dos Santos**

0 comentários:

Postar um comentário