1 de outubro de 2012

A DUBLAGEM DO FILME "UM CERTO CAPITÃO LOCHART"




Will Lockhart (James Stewart) é um capitão do Exército norte-americano destacado para a missão de descobrir o contrabandista de armas que vende rifles de repetição para os apaches. Disfarçado de transportador de suprimentos comerciais Lockhart encontra o que restou de uma patrulha dizimada pelos apaches, sendo que um dos soldados mortos é seu próprio irmão mais jovem.

 Agora com dupla razão para cumprir sua missão, Lockhart chega com uma carga de tecidos à cidade de Coronado, no Novo México. A carga é entregue à comerciante Barbara Waggoman (Cathy O’Donnell) que sugere a ele que, para não retornar com as carroças vazias, recolha sal que há em abundância numa área próxima, de propriedade de seu tio Alec Waggoman (Donald Crisp).

 A região faz parte do império de Waggoman, poderoso barão de gado em cujas terras “pode-se viajar por três dias até encontrar os limites”. Waggoman tem um filho chamado Dave (Alex Nicol), moço arrogante e violento. Dave ao ver Lockhart enchendo as carroças de sal faz com que seus homens lacem e imobilizem Lockhart, queimem as carroças e matem as mulas que puxavam as carroças. Lockhart é salvo com a chegada de Vic Hansbro (Arthur Kennedy), o capataz do velho Waggoman e pretendente a parte da herança do barão.

  De retorno a Coronado Lockhart se encontra com Dave e lhe aplica uma surra. Vic vem em socorro de Dave e nova luta feroz ocorre, aparteada com a chegada de Waggoman. Ao tomar conhecimento da atrocidade cometida pelo filho, o velho indeniza Lockhart com 600 dólares e diz a ele que saia da cidade. Porém o incógnito capitão é contratado como capataz por Kate Canady (Aline MacMahon), proprietária da única fazenda da região que não pertence a Waggoman.



 Enquanto investiga quem vende armas para os índios, Lockhart é atacado novamente por Dave que brutal e covardemente dispara seu revólver a queima-roupa em direção à palma da mão de Lockhart. Alec Waggoman, que então perdera a quase totalidade da visão, revela a Vic sua intenção de tornar Dave seu único herdeiro o que faz com que cresça o conflito entre Dave e Vic que são os reais contrabandistas de armas.

 Dave decide vender de uma só vez uma enorme partida de armas aos apaches, no que é obstado por Vic que sabe que isso provocará ataques dos índios, a mobilização do Exército e o fim do negócio escuso de ambos. Vic mata Dave mas o velho Wagonnman descobre as armas, o que faz com que Vic tente assassinar o velho fazendo-o cair  com seu cavalo do alto de uma ribanceira.

 Alec Waggoman sobrevive e conta a verdade a Lockhart. Este obriga Vic a destruir as armas sob as vistas dos apaches que matam o contrabandista. Cumprida a missão e vingado o irmão, Will Lockhart retorna ao Forte Laramie.

A DUBLAGEM DO FILME


A dublagem realizada pela AIC data de 1968 e, apresenta desta feita, Wilson Ribeiro dublando o ator James Stewart. Este fato demonstra que Hélio Porto já havia se transferido para a cidade do Rio de Janeiro.

O ator James Stewart, praticamente, recebeu a voz de Hélio Porto em cerca de 80% dos filmes, inclusive, nas décadas de 1970/80 pelo estúdio BKS.


**Wilson Ribeiro: década de 1960**

O personagem principal, Capitão Lochart, possui uma personalidade muito forte e a dublagem de Wilson Ribeiro foi adequada e perfeita.

Há também as excelentes presenças dos dubladores Xandó Batista, Ary de Toledo, Dráusio de Oliveira, Magda Medeiros, Dulcemar Vieira e Sílvio Matos para os personagens principais.


Salientamos as dublagens extraordinárias de Xandó Batista e Ary de Toledo, com interpretações inigualáveis, e Sílvio Matos demonstrando todo o seu potencial artístico.

O filme Um Certo Capitão Lochart apresenta um certo "chiado" no áudio, porém este fato se torna pequeno em relação à dublagem realizada e, para os amantes das excelentes dublagens realizadas pela AIC, é preferível do que assistí-lo legendado ou redublado.




**Aqui, postamos dois vídeos relembrando e parabenizando a mais esta dublagem realizada pela AIC !

**VÍDEO 1 /



**VÍDEO 2 /



OBS> Há a presença, neste vídeo, do dublador Sílvio Navas no início de sua carreira, dublando o médico.


**Marco Antônio dos Santos**

1 comentários:

Vanderlei Oliveira disse...

Belo trabalho, Marco! Assisti esse filme algumas vezes, mas não tinha ideia de quantas gente importante está na dublagem. Parabéns!

Postar um comentário