20 de junho de 2012

DUBLAGEM INESQUECÍVEL (14): PERDIDOS NO ESPAÇO / PARTE 2


Ao final da exibição da 1ª temporada, em meados de 1967, Perdidos no Espaço era um grande sucesso de público. Após a exibição dos 29 episódios iniciais, a Tv Record não conseguiu, imediatamente, iniciar a 2ª temporada, reprisando alguns episódios, que haviam dado mais ibope.

A 2ª temporada já foi produzida a cores. Irwin Allen relutou de produzí-la a cores, pois isso iria encarecer muito mais a produção e a série já era considerada uma das mais caras, por episódio realizado.
Mas foi o próprio Jonathan Harris que o aconselhou a que a série fosse colorida. Ainda não totalmente convencido, o ator Grouxo Marx (amigo de Jonathan Harris), foi conversar pessoalmente com Allen e seus argumentos o convenceram.



Assim, nesta temporada, temos muito mais explosões, lâmpadas coloridas, os figurinos apresentam muito mais detalhes e os roteiristas souberam explorar muito bem as cores, proporcionando episódios como : "A Estranha Dama Verde", "O Homem Dourado", "A Moça da Dimensão Verde" (no qual até Will também se torna verde) e praticamente, em quase todos as cores e explosões fortes não faltaram.


 


O início da 2ª temporada, no Brasil, trouxe a consolidação do sucesso da série e de sua legião de fãs. Os episódios iniciais foram marcados por muita ação e diferentes situações para os personagens.
Aproveitando a audiência, foi lançado um álbum de figurinhas, que trazia fotos dos primeiros episódios desta nova temporada.


**Álbum de figurinhas de Perdidos no Espaço**


Após o início da temporada, surge um patrocinador exclusivo para a série: "Ovomaltine", um alimento especial para a criançada, mas que poderia trazer um prêmio: uma cópia do Robô B-9.


**Robô promovido por "Ovomaltine" / Faltando diversos detalhes devido ao tempo**

Perdidos no Espaço conquistou, por dois anos consecutivos (1967/68), o prêmio Roquette Pinto como "o melhor programa estrangeiro da tv".

**Troféu Roquette Pinto**


Gradativamente, houve uma alteração nos estilos dos roteiros dos episódios, os quais foram abandonando o tom mais "sério" da 1ª temporada.

Essa mudança serviu para convertê-la num programa humorístico e juvenil que podia competir com a série Batman, tanto isso é real que logo na 2ª temporada, nos Estados Unidos, a série passou a ser apresentada no mesmo horário. Ambas as séries introduziram na televisão o humor "camp" uma estética que consistia em satirizar as situações e transformar as limitações em elementos de entretenimento.
Entretanto, Perdidos no Espaço, variava seus roteiros também com episódios do estilo original. Esta temporada é riquíssima em diversos tipos de enredos, personagens, o que a deixou ainda mais centralizada em Will, o Robô e Dr. Smith.

A estrutura de uma parada de cena com algum perigo, a fim de cativar o telespectador para o próximo episódio continuou.


**Episódio: "A Máquina Andróide**


**A DUBLAGEM DA 2ª TEMPORADA DE PERDIDOS NO ESPAÇO**

Nesta temporada houve uma alteração mais significativa dos dubladores fixos por razões diferentes. Também, há o fato da saída de Hélio Porto da AIC, que ainda dirigiu a dublagem em cerca de 90%.
De acordo com nossa pesquisa sobre a dublagem e conversando com os dubladores Helena Samara, Borges de Barros e, principalmente Amaury Costa, traçamos aqui um painel das alterações ocorridas.

**Professor Robinson: Astrogildo Filho continua a dublagem e ficou até o episódio nº 40, "A Oeste de Marte". Segundo seus colegas, sua saída ocorreu devido a um tratamento de saúde que necessitou realizar.
Hélio Porto o substituiu por Rebello Neto, que dublou o personagem a partir do episódio 41, "Uma Visita ao Inferno", até o final da série.

**Juddy e Penny:  Neuza Maria (Juddy) e Maria Cristina Camargo (Penny) ficaram dublando as suas personagens até o episódio 53: "A Revolta dos Andróides". Com a saída de Wolner Camargo da AIC, sua esposa (Neuza Maria) e sua filha (Maria Cristina Camargo) também se retiraram.
A partir do episódio 54, "Os Colonizadores", a dubladora Áurea Maria assume a dublagem de Juddy e Aliomar de Matos a de Penny. Ambas ficaram até o término da série.

**Ibrahim Barchini (narrador): Com a sua voz marcante para narrar, sobretudo, as paradas de cenas para o próximo episódio, Barchini ficou até o episódio 55, "Viagem através do Robô". Conforme seu filho nos relatou, ele assumiu o cargo de Oficial de Justiça, abandonando definitivamente a área artística.

Ainda sem uma definição de quem seria o novo  narrador das aberturas da AIC, os últimos 4 episódios foram apresentados por Emerson Camargo (episódios 56 e 57) e Antônio Celso (episódios 58 e 59).

Hélio Porto: Conforme nos relatou o saudoso dublador Amaury Costa, Hélio Porto se transferiu para o Rio de Janeiro para assumir o estúdio de dublagem TV Cinesom. Entretanto, por problemas particulares, Amaury Costa ainda continuou na cidade de São Paulo por alguns meses e dublando o Robô.
Segundo suas lembranças, o último episódio dirigido por Hélio Porto foi também "Viagem através do Robô".
Para encerrar a temporada, os 4 últimos episódios foram dirigidos por Ary de Toledo e José Soares, mas não conseguiu se lembrar quais seriam.

Os dubladores Helena Samara (Maureen), Ary de Toledo (Major West), Maria Inês (Will) e Borges de Barros (Dr. Smith) continuaram com a dublagem de seus personagens até o término de Perdidos no Espaço.

Nesta 2ª temporada, ao contrário da 1ª, há vários atores convidados e pudemos ouvir as vozes de Gessy Fonseca, Older e Olney Cazarré, José Soares, Carlos Alberto Vaccari, Rita Cleós, Arakén Saldanha, Waldyr Guedes, Carlos Campanile entre muitos outros.

 
**A DÍFICIL DUBLAGEM DE DR. SMITH**


Para os fãs, parece que a dublagem de Borges de Barros, além de ótima, foi muito fácil de ser realizada. Esta impressão vem, principalmente, a partir da 2ª temporada quando o Dr. Smith apresenta diversas facetas: vilão, bebê chorão, covarde ao extremo, implicante com o Robô e o Major West, muito ambicioso, etc, mas Borges de Barros sempre o dublou de forma tão espetacular que estava completamente à vontade com as alterações do personagem de um minuto para o outro.

 
No episódio "A Oeste de Marte", Jonathan Harris interpreta também o foragido da Justiça, Zino, uma espécie de "clone" do Dr. Smith, mas com uma voz totalmente diferente.
Esta foi mais uma grande façanha de Jonathan Harris e de Borges de Barros !

 
Em nossas conversas, o inesquecível dublador nos relatou que foi um dos personagens mais difíceis, justamente pela alteração de interpretação que Jonathan Harris encenava.

**Relacionamos aqui algumas respostas dadas por Borges de Barros:


** Como era dublar Jonathan Harris ?

R: "Um ator difícil, porque eu tinha que estar muito atento até nos olhares que fazia. Mudava de fisionomia a cada minuto, além de ser um ator, como direi, com estilo às vezes, também shaskperiano."
"Depois de algum tempo, com a prática, eu já sabia o que o Jonathan Harris iria fazer, mesmo assim, às vezes, ele me surpreendia e eu tinha que dublar novamente."

 **Como a dublagem era realizada em conjunto quanto tempo vocês levavam para dublar um episódio de Perdidos no Espaço ?


R: "Olha, mais ou menos de 4 a 5 horas, isso se não acontecesse algo. Uma vez, se não me engano, queimou uma válvula e não tinha para repor. Paramos e ficamos esperando o rapaz ir até à Santa Efigênia comprar uma. Pena que não ganhávamos por hora e sim por "anel". Quando ele chegou com a válvula, recomeçamos de onde tínhamos parado. Era assim !"

**Como foi o seu encontro com Jonathan Harris ?

R: "O programa da Hebe se chamava O Mundo É das Mulheres, quase igual ao que ela faz hoje, levando convidados. Então, descobriram que o Jonathan Harris queria conhecer o dublador do Dr. Smith no Brasil. Eu estava na AIC, um estúdio que ficava na Lapa, um tanto longe de onde ficava a Record. Mandaram buscar-me de lá, tivemos que parar a dublagem que eu estava fazendo. Seguraram o programa no ar até eu chegar na emissora. Quando eu apareci, foi uma festa. Realmente, não sei se foi talento ou se foi sorte minha fazer a voz do Dr. Smith. Foi um casamento feliz. Eu não entendo inglês, aprendi alguma coisa durante as dublagens, então o intermediário da conversa foi o Jô Soares, em começo de carreira. Depois a série parou de passar no Brasil. Aos domingos, era uma audiência enorme."

**O ENCONTRO DE BORGES DE BARROS E JONATHAN HARRIS**


**RELEMBRANDO A DUBLAGEM DA 2ª TEMPORADA DE PERDIDOS NO ESPAÇO:**

 
**VÍDEO 1 : episódio "A Moça da Dimensão Verde"
com a participação de Gessy Fonseca (Athena).
video


**VÍDEO 2: episódio "A Revolta dos Andróides"
com a participação de Gessy Fonseca (Varda) e Carlos Campanile.
video



**Veja na Parte 3:

**Acertos e desencontros da 3ª temporada**
**A perda da dublagem dos trailers da 3ª temporada**
**Perdidos no Espaço e a dublagem AIC**



**Marco Antônio dos Santos**

1 comentários:

Antonio gomes da silva disse...

esta serie e de mais asisto todos aos domingos

Postar um comentário