16 de novembro de 2011

GILMARA SANCHES E ÉZIO RAMOS







** Esta reportagem foi publicada na extinta revista "Sétimo Céu", em março de 1974.**


Como se pode observar , o casal dividia o seu trabalho entre a dublagem e peças de teatro. Nessa época, Gilmara Sanches já era uma bem sucedida diretora de dublagem, além também de participar do Programa Sílvio Santos, como jurada.

Com a grave crise econômica da AIC, ambos participavam mais das dublagens no estúdio Álamo, mas o casal dublou junto desde  o antigo estúdio Gravasom e, posteriormente, AIC.

**Aqui, um vídeo da série Além da Imaginação, onde participam, dublando ainda na Gravasom:



**Neste outro vídeo, já na AIC, o desempenho extraordinário do casal na série A Caldeira do Diabo, dublada em 1966/67:




**Conforme informações que obtivemos de diversos dubladores, Gilmara Sanches teria sido a 1ª mulher a ser diretora de dublagem na AIC.





**Colaboração: Thiago Moraes**


**Marco Antônio dos Santos**

4 comentários:

Arquimedes Estrázulas Pires disse...

A vida, com suas nuances, com seus acertos de contas, com suas colheitas, com suas surpresas!
Ézio, Gilmara e Ezinho; um tempo de sonho e de paz.
Brigadeiro Luis Antonio, apartamento amplo, vida de quase conto de fadas, muitos amigos, muito trabalho, muitas realizações!!!
Ninguém poderia imaginar que tudo isso se esboroaria e que do sonho restariam apenas escombros indescritíveis e inimagináveis.
Cenas de mais uma lição pouco entendida e de uma experiência que resultaria, como de fato resultou, em reflexões, busca de acertos, superação, reconstrução.
Ézio Ramos "voltou pra casa" ainda jovem, deixou família nova que hoje brilha por méritos próprios, deixou amigos, admiradores, coisas por cumprir.
Gilmara Sanchez continua linda e mãe; mas as estradas do tempo nos fizeram caminhar em direções de impossível reencontro.
Sinto saudade do Ézio amigo, nascido no mesmo dia e sinto saudade da Gilmara amiga, atriz excelente, dubladora exímia.
Sinto saudade dos velhos tempos de Natal na Brigadeiro e de assistir à São Silvestre da sacada, com Ézio, Gilmara, Ezinho e Jussara Marques, a amiga que ficou.
Paz e Luz.

Vanderlei Oliveira disse...

Eu viajei nesse post, Marco! Minha mãe tinha esta revista em casa e me mostrou a Gilmara e o Ézio. Tenho quase certeza de que é exatamente essse número aí.

Anônimo disse...

sem palavras otima pessoa, fiz parte da vida da sua filha e posso garantir ,mulher guerreira, vencedora ,linda ..bjs

Anônimo disse...

Tambem frequentei a familia, o apartamento da Brigadeiro, acompanhei o crescimento do Ezinho ate' deixar o Brasil em 81. Tenho saudades e as mais positivas recordacoes desses amigos queridos, de grande coracao e sempre dispostos a ajudar as pessoas! Lamentavelmente Ezio nos deixou muito cedo mesmo, mas o carinho por essa familia segue! Abracos!

Postar um comentário