18 de maio de 2011

DUBLADOR EM FOCO (106): JORGE PIRES

             
                       
   
Jorge Pires chegou à dublagem no final da década de 1960 participando dos estúdios de São Paulo daquela época: Odil Fono Brasil e AIC. Era um dublador muito requisitado para dublar os bandidos nos filmes de Western, o que deixava uma característica extraordinária para os personagens.


Na AIC, seu personagem de maior sucesso foi o fotógrafo desastrado, Gillie, com uma voz anasalada, no desenho Goober e os Caçadores de Fantasmas produzido em 1973.


**GILLIE**

Já no início da década de 1970, quando participou de Goober, dublou mais intensamente nos estúdios Álamo e CineCastro. Mas, um personagem em desenho animado ficou muito marcante a sua dublagem: Gomez, em A Família Adams, dublado pelo estúdio Álamo.


Paralelamente, Jorge Pires desenvolveu a sua carreira no cinema participando dos filmes: Sempre Maria e A Super Fêmea (1973) e com Mazzaropi em "Portugal...Minha saudade" (1974) e O Jeca contra o Capeta (1976).


Com o encerramento da AIC, Jorge Pires passa a dividir o seu trabalho entre os estúdios BKS e Álamo, chegando a participar de outros estúdios que foram surgindo como A Gota Mágica.


É na década de 1980 e 90 que se concentram seus trabalhos mais famosos em séries japonesas e animes: Os Cavaleiros do Zodíaco (1ª dublagem),  Zillion, Changeman, O Fantástico Jaspion, Jiraya e diversos personagens desse segmento foram realizados por ele.


Jorge Pires faleceu em 2001, mas desconhecemos a causa.


**Aqui, um vídeo no qual Jorge Pires dubla, no desenho "Goober e os Caçadores de Fantasmas", o personagem Gillie:

**PARTE 1 /
video


**PARTE 2 /
video


**Marco Antônio dos Santos**

0 comentários:

Postar um comentário