7 de maio de 2011

DUBLADOR EM FOCO (105): CARLOS CAMPANILE



Carlos Campanile nasceu no bairro da Penha, na cidade de São Paulo, no dia 03 de junho de 1941. Antes de iniciar na dublagem trabalhou na CIA. Telefônica Brasileira (CTB, onde participava de algumas peças pelo Teatro de Ensaio do Telefônica Clube), depois foi bancário, ocasião em que trabalhando meio período teve oportunidade de fazer algumas figurações na TV Paulista - canal 5 - ainda pertencente à Organização Victor Costa.

A convite de um colega, foi assistir a uma dublagem no estúdio Ibrasom. José Soares, um dos diretores do estúdio achou que ele levava jeito para a dublagem e fez um teste com Campanile e assim se inicia a sua extensa carreira de dublador. Algum tempo depois, também a convite de José Soares, ingressa na AIC e ganha o seu primeiro personagem fixo: o engenheiro Scott da série Jornada nas Estrelas (escalado por Emerson Camargo).

SCOTT: PRIMEIRO PERSONAGEM FIXO

Já no ano seguinte, 1967, Carlos Campanile é indicado para o seu primeiro personagem fixo protagonista: Dr. Tony Newman na série O Túnel do Tempo. Segundo ele próprio nos relatou foi uma indicação de Hélio Porto, claramente acertada, pois o nosso "Campa" fez um extraordinário trabalho nessa série. Definitivamente, a partir daí ele se consolida como um grande nome do elenco de vozes da AIC.



TONY NEWMAN: DUBLAGEM PRIMOROSA

A partir daí, Carlos Campanile participa dublando diversos convidados em séries da época: Daniel Boone, Terra de Gigantes, Perdidos no Espaço, A Feiticeira, Jeannie é um Gênio, O Homem da Valise, O'Hara e muitas outras, além do personagem fixo Tremayne na série Os Campeões e Glen Ford é a Lei.


Mais uma vez, mostraria todo o seu potencial dublando o personagem interpretado pelo ator Frank Sinatra no filme A Um Passo da Eternidade. Um trabalho com uma imensa responsabilidade, uma vez que Sinatra recebeu um Oscar por sua atuação. Mas Carlos Campanile fez um trabalho fantástico na interpretação exata que o personagem exigia. Segundo alguns dubladores, esta dublagem é uma referência na carreira do "Campa", que foi escalado por Sérgio Galvão, mais uma acertada escolha.

A DUBLAGEM DE FRANK SINATRA: DESEMPENHO EXEMPLAR

A direção de dublagem também viria com a série Marcus Welby, médico estrelada por Robert Young, além de alguns filmes.

Na AIC, participa de dezenas de filmes, os quais destacamos:

Uma certa casa de chá em Kioto (Glen Ford).
Cleópatra (Martin Landau).
Como nasce um bravo (Glen Ford).
          Gengis Khan (Omar Shariff).
Gilda (Glen Ford).
A mesa do diabo (Steve McQueen).
A um passo da eternidade (Frank Sinatra).


DIVERSAS DUBLAGENS DE GLEN FORD

Em 1973,  a convite de José Miziara, participa mais ativamente do estúdio Cinecastro onde realizou diversas dublagens de filmes como "Criminosos não merecem prêmios" dublando Paul Newman, um trabalho memorável, além de A Espiã de Calcinhas de Renda. Também esteve presente na direção de dublagem de alguns episódios das séries Cannon e Mod Squad, além de filmes clássicos do cinema.

Com o encerramento das atividades do estúdio CineCastro em São Paulo, Carlos Campanile se afasta da dublagem por cerca de 4 anos, exercendo a atividade de locutor comercial da TV Record e daí viria uma das mais queridas atividades que desempenhou: participar do programa "Desafio ao Galo". Este programa, realizado aos domingos pelas manhãs, trazia jogos de times pequenos, os chamados "de várzea". É o próprio "Campa" que relata como foi esse trabalho, o qual durou 22 anos:

 "Eu era locutor comercial da Rádio Record e locutor de cabine da TV Record. Um belo dia, o saudosíssimo Salvador Tredicce (Dôdô), mais uma excelente criatura que conheci nas minhas andanças "artísticas", que era diretor de TV e havia sido o criador do Desafio ao Galo, juntamente com o Tuta (se não me engano Antonio Augusto Amaral de Carvalho) e que depois passaram a bola para o Nelson de Arruda, me convidou para tentar dar um jeito nos comerciais do Desafio ao Galo, que naquela época já eram muitos e o também saudoso Raul Tabajara (que tive a honra e o prazer de conhecer no programa - outro que era uma criatura incrível) não estava coordenando direito a narração e os comerciais que ele também fazia.
Aceitei de bom grado o convite do Dôdô e fiquei lá por "apenas" 22 anos. Tenho muita saudade desse tempo e dessas pessoas"

Carlos Campanile ficou de 1974 a 1996 no programa Desafio ao Galo, mas após a greve dos dubladores, em 1978, retorna aos estúdios: Álamo, Odil Fono Brasil, BKS e TVS onde durante toda a década de 1980 realizou diversas e excepcionais dublagens:


A EECUÇÃO DO SOLDADO SLOVIK (Martin Sheen) - 01/ 1980 - BKS
FIBRA DE VALENTE (Joe Don Baker) - 06/ 1980 - ODIL
MASSADA, FORTALEZA HERÓICA (Protagonista - Minissérie) - 09/1981
ASSASSINATO NO EXPRESSO DO ORIENTE (Anthony Perkins) - ODIL -03/1982
A SAGA DO COLORADO (David Janssen) Minissérie - 04/ 1983 - BKS
O DIA DA IRA (Giuliano Gemma) - 03/1982 - BKS
GOLPE DE MESTRE (Paul Newman) - 02/1984 - BKS
PAI E FILHO (David Soul) - 05/ 1983 - BKS
TUBARÃO I e II (Roy Scheider) - 01/1984 - BKS
TUDO BEM NO ANO QUE VEM (Alan Alda) - 12/1983 -BKS
O CAVALEIRO ELÉTRICO (Robert Redford) - 03 / 1986 - BKS
EM ALGUM LUGAR DO PASSADO (Christopher Reeve) - 06/1987 - BKS
A ESQUINA DO PECADO (protagonista) - 07/1987 - BKS
PAPILLON (Steve McQueen) - 11/1984 - TVS
TAXI DRIVER (Robert de Niro) - 10/1986 - BKS

PAPILLON: MAIS UMA EXTRAORDINÁRIA DUBLAGEM

Atualmente, Carlos Campanile continua na dublagem, além de ter participado de estúdios já extintos, como Megasom e Gota Mágica, é escalado por diversos: Marshmallow, Dublavideo, Sigma, Centauro, Gabia, Clone, DPN, Vox Mundi, Tempo Filmes, SP Telefilmes, CBS, Woodvideo.

Outras dublagens realizadas:

Amadeus (personag.: Antonio Salieri)
Um lugar para recomeçar (RobertRedford)
Insonia (Al Pacino)
As duas faces da lei (Robert de Niro)
Dragon Ball Z (Freeza - desenho)
Os miseráveis (Liam Neeson)
Jurassic Park (Sam Neil)
Third rock from the sun (John Lithgow)
O senhor dos anéis (personag. Rei Theoden)
A menina de ouro (Clint Eastwood)

Além de toda essa extensa carreira na dublagem, queremos salientar que é um dos dubladores mais gentis para atender aos fãs, sempre nos auxiliando em dúvidas. O seu auxílio, para o esclarecimento de dúvidas surgidas para este blog, foi fundamental. Devemos muito a este extraordinário ser humano! 

**Revendo a dublagem de Carlos Campanile na AIC**

**VÍDEO 1 / Seu primeiro personagem protagonista de uma série: Dr. Tony Newman em O Túnel do Tempo, ao lado de Neville George**


**VÍDEO 2 / Dublando o personagem Scott na série Jornada nas Estrelas**

***O NOSSO MUITO OBRIGADO CAMPA!!!!!!



**Marco Antônio dos Santos**

0 comentários:

Postar um comentário