5 de julho de 2010

DUBLADOR EM FOCO (90): AMAURY COSTA


** AMAURY COSTA NA DÉCADA DE 1960 **

Amaury Costa nasceu em 1937 na cidade de São Paulo.
Ingressou na AIC logo no início, por volta de 1962, a convite do diretor artístico Wolner Camargo. Segundo ele próprio dizia, "ingressei na AIC dublando um cachorro e um cavalo", se referindo à excelente dublagem do personagem Astro no desenho Os Jetsons e substituindo David Neto na dublagem de Pepe Legal.


** ASTRO: NA 1ª VERSÃO DE OS JETSONS **


Desses personagens foi um passo para inúmeras participações em desenhos como Os Flintstones e, principalmente, Dr. Benton Quest, o pai de Jonny Quest. Além de dublá-lo, Amaury Costa escalou o elenco e dirigiu os 26 episódios. O resultado foi mais uma obra-prima realizada pela AIC.


Assim, ao mesmo tempo, Amaury Costa dublava diversos personagens, convidados especiais em séries de tv, filmes e também era diretor de dublagem. A série Nacional Kid também teve a sua direção de dublagem. Um grande sucesso na época.


** DR. BENTON QUEST **


Mas, talvez o personagem, pelo qual ficou mais conhecido foi o Robô B-9 da série Perdidos no Espaço. Amaury Costa o personificou, dando mais características humanas.

Substituiu o dublador Jorgeh Ramos a partir do episódio nº 20 e o dublou até o de nº 73, sendo substituído por Gilberto Baroli.


** ROBÔ B-9: UM GRANDE SUCESSO **


Entre 1962 até fins de 1967, Amaury Costa sempre teve presença marcante nas dublagens da AIC participando de inúmeros trabalhos:


*Astro no desenho Os Jetsons.

*A 2ª voz de Pepe Legal.
*Dino no desenho Os Flintstones.
*Detetive Arkaro na série Cidade Nua.
*Dr. Benton Quest no desenho Jonny Quest.
*Robô B-9 na série Perdidos no Espaço.
*A voz de Martin Landau na 2ª temporada de Missão Impossível.
*O pai de James nas duas primeiras temporadas da série A Feiticeira.
*Orson Wells no filme A Dama de Shangay.
*Diversas participações em desenhos e séries de tv: Os Flintstones,O Túnel do Tempo, Viagem ao Fundo do Mar, A Feiticeira, etc.
*Diversas atuações como diretor de dublagem.


Em fins de 1967, Amaury Costa se transfere para o Rio de Janeiro e participa do estúdio TV Cine Som. Lá, além de diretor de dublagem, foi o narrador na 3ª temporada da série Batman e Robin, além de participar de outras dublagens esporadicamente.


Retornaria à AIC em 1975 para dublar Kolchak na série "Kolchack e os Demônios da Noite", série que teve apenas uma temporada, mas que se tornou "cult" ao inspirar Cris Carter para a criação de Arquivo X. Amaury Costa, mais uma vez, foi brilhante nesse personagem. Esta foi a sua última dublagem no estúdio AIC.



** A VOZ DE KOLCHALK: DUBLAGEM IMPECÁVEL **


No Rio de Janeiro, estabeleceu uma carreira de sucesso,dublando por mais de 20 anos, fazendo os mais diversos personagens, principalmente nos desenhos como o vilão Vangore em Os Cavaleiros da Arábia, Ace McCloud em Centurions, Alvinar em Cavalo de Fogo, Spark-Plug em Transfomers, o General Warhawk no desenho Rambo, o Doutor Duke Nukem em Capitão Planeta, Tiamat em Caverna do Dragão, entre outros.


No estúdio Herbert Richers, Amaury Costa foi presença marcante durante toda a década de 1980, dirigindo e dublando em filmes, séries de tv e desenhos. Há diversos registros de sua dublagem em He-Man, Macgyver, A Gata e o Rato, Tiro Certo, Primo Cruzado, Alf, Super Gatas, A Bela e a Fera, Twin Peacks e muitos outros.



Por volta de 1990 retorna para São Paulo, fazendo alguns personagens em séries e filmes, como a primeira e mais marcante voz do Pinguim Dan em O Mundo de Beakman, participando do extinto estúdio Megasom, além do estúdio Álamo e outros.



Amaury Costa faleceu em 1996 de câncer no intestino, deixando um enorme legado na dublagem, tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro.



**A dublagem do Robô B-9 da série Perdidos no Espaço**
video


**Dublando o personagem Dr. Benton Quest no desenho Jonny Quest**
video


**A dublagem do personagem Kolchack**
video

**Fonte de Pesquisa: Entrevista publicada neste blog em 13/10/2008.
 e Arquivo Pessoal**


**Marco Antônio dos Santos**

2 comentários:

Betarelli, Ivan D. disse...

Amaury foi escalado pelo Emerson Camargo para dublar o Computador Madóx no Winspector, em meados de 1994. Ele dublou alguns capítulos e foi substituído pelo próprio Emerson, voltando mais pro meio da série até se sair de vez e deixar a carga do Emerson novamente o personagem. Provavelmente já deveria estar com alguns problemas relativos à saúde, já que faleceu em 1996. Uma grande perda para a dublagem paulista e carioca.

Unknown disse...

Nem eu sabia que já tinha ouvido a voz do meu avô várias vezes...

Postar um comentário