10 de maio de 2010

DUBLADOR EM FOCO (84): MARIA INÊS



Nascida a 22 de dezembro de 1930, Maria Inês iniciou a carreira como radioatriz em São Paulo.

Em meados da década de 1960, recebeu o convite de Ary de Toledo para ingressar na dublagem. Seu primeiro personagem foi Kurt Russel, ainda adolescente, no papel de Quano no episódio "O Desafio" da 1ª temporada da série Perdidos no Espaço, foi tão bem que entrou para a profissão.


** WILL ROBINSON: UM DOS SEUS MAIS CONHECIDOS PERSONAGENS


Já no episódio seguinte substituiu Magali Sanches que havia saído da dublagem. Dessa maneira, Maria Inês herdou todos os personagens que estavam sendo dublados por Magali Sanches.


Will Robinson interpretado por Bill Mumy, foi um de seus maiores sucessos em dublagem. Rapidamente se adaptou às características de Will e dublou até o final da série, dividindo com Borges de Barros, dezenas de cenas.


Um outro personagem muito querido por Maria Inês foi na série de tv Dennis, o Travesso (1959-1963), fazendo o próprio.



** UM DE SEUS PERSONAGENS FAVORITOS: DENNIS, O TRAVESSO **



Substituindo Magali Sanches no desenho Frankenstein Jr., com o personagem Bob Conroy e no desenho Dino Boy no Vale Perdido, como o próprio Dino Boy, além disso foi a primeira e mais marcante voz de Israel Boone interpretado por Darby Hinton na série Daniel Boone até a 4ª temporada.


** ISRAEL BOONE: A CATEGORIA DE MARIA INÊS PARA DUBLAR GAROTOS



Tamém substituiu Older Cazarré, dublando Bam-Bam nas duas últimas temporadas de Os Flintstones. Dublou Goro na série Nacional Kid e Marine Boy.


** BAM-BAM: MAIS UM ÓTIMO DESEMPENHO **


Fez dezenas de garotos em diversas séries da época, tendo participado de pelo menos um episódio de cada: O Túnel do Tempo, Terra de Gigantes, Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Os Monkees, E as Noivas Chegaram e até Jornada nas Estrelas.


Curiosamente, Maria Inês também dublou mulheres, as quais passaram despercebidas, talvez em virtude da grande galeria de personagens infantis que dublou. Um de seus melhores trabalhos foi a última voz de tia Clara na 4ª temporada de A Feiticeira. Também há registros sonoros na série O Besouro Verde e a personagem Teresa, na série Lancer, embora não tenha participado de todos os episódios.


** A ÚLTIMA VOZ DE TIA CLARA NA SÉRIE A FEITICEIRA **


Na década de 1970, eventualmente, dublava na BKS, e na década de 1980 no estúdio Maga paralelamente.
No início da década de 1990, Maria Inês se transfere para o Rio de Janeiro, onde deu aulas para alunos de teatro e de dublagem. Segundo consta, reside na cidade de Recife atualmente.


Mais uma excelente dubladora que pertenceu ao quadro da AIC, que enriqueceu enormemente todas as dublagens realizadas, sem dúvida alguma, eternizou a sua voz com o grande sucesso de Will Robinson em Perdidos no Espaço.
Atualmente, Maria Inês reside na cidade de Recife.


Para os fãs da AIC, resta-nos dizer "Muito Obrigado pelo desempenho extraordinário que você nos deixou"
 Parabéns !!


**Aqui, temos 3 momentos bem distintos da dublagem de Maria Inês:

**Vídeo 1/ Will Robinson em Perdidos no Espaço:
video


**Vídeo 2 / Dublando Israel Boone:
video


**Vídeo 3 / Dublando tia Clara na 4ª temporada de A Feiticeira: 
video



**FONTE: ENTREVISTA PUBLICADA NESTE BLOG EM 05/10/2008** 


**Marco Antônio dos Santos**

2 comentários:

Betarelli, Ivan D. disse...

Maria Inez Nodial fez apenas UMA singela ponta nas séries japonesas, no capítulo 20 de Changeman, dublando uma das crianças da vila que haviam sido deixadas pela professora (sua voz pode ser percebida em meio as crianças dubladas pela Marcia Gomes e Denise Simonetto). Segundo minhas pesquisas, essa dublagem é datada de 1986, época esta em que Líbero Miguel era o Dir. Artístico da Álamo. Uma pena não ter colocado sua doce voz em outros capítulos.

Além disso, lembro-me dela dublando o menino Allen, no desenho da Punky Brewster, feito na Maga. E também nos anos 80, lembro de participações dela em séries como o Pequeno Príncipe, etc.

Uma excelente profissional. Parabén pela postagem, Marco Antonio!

kako disse...

Quero agradecer pela reportagem e o carinho com a Maria Inês.

Estou tentando resgatar todo o trabalho dela.

Sou o filho dela e fico a disposição de vocês.

Obrigado a todos.

Postar um comentário