25 de setembro de 2008

DUBLADOR EM FOCO (20): HENRIQUE MARTINS




Henrique Martins nasceu em Berlim. Seu nome de registro é Hanez Schlesinger. Era o dia 23 de agosto de 1933. Veio cedo para o Brasil com os pais. A mãe Louise sempre foi do lar. E o pai Curt era costureiro. Hanez, o filho, aprendeu o ofício e o exerceu até adulto. Educado com rigidez germânica.

E foi assim que resolveu um dia, ainda garoto, fazer um teste para rádioator. Já então tinha escolhido o nome de Henrique Martins. Acharam sua voz grave muito bonita, e mesmo que não soubesse nada, foi aceito e recebeu o emprego.

Fez 60 "TVs de Vanguarda" e outros tantos "TVs de Comédia". Fez também muitos : "Contador de Histórias". Passou para as novelas e logo ganhou papeis principais. Estrelou "O Sheik de Agadir", com Yoná Magalhães. Isso no Rio de Janeiro. Primeira novela gravada no Rio, e que fez sucesso também em São Paulo.


**INÍCIO DA DÉCADA DE 1960**

Mudou algumas vezes de emissora, pois as emissoras sofreram várias "intempéries". Assim, foi da TV Tupi do Rio de Janeiro, da TV Rio, da TV Globo, da TV Excelsior, da TV Bandeirantes e do SBT. Passou, portanto, por quase todas as emissoras de televisão do eixo Rio-São Paulo. Mas não mais só como ator. Logo o "Alemão", como era carinhosamente chamado, Henrique passou a diretor de novela. E foi aí que realmente se revelou. De um temperamento ordeiro e sereno, sabe comandar e fazer acontecer os capítulos de novela de televisão. No tempo em que outro consegue gravar um, Henrique grava três ou quatro capítulos. E trata a todos com serenidade e respeito.


 Para citar algumas novelas que dirigiu e que fizeram sucesso, podemos citar a fase áurea do SBT, quando dirigiu: "Éramos Seis", "As Pupilas do Senhor Reitor", "Os Ossos do Barão". Quando lhe perguntam o que é necessário para ser um bom diretor, ele responde: "Conhecimento e paciência".

Henrique Martins, devido a sua experiência em Rádio, logo é chamado para a dublagem também. Assim, começa ainda na Gravasom. Sua voz sempre caía muito bem para os vilões. Mas fez também um heroi: Super-Homem na série "As Aventuras de Super-Homem", produzida na década de 1950, dublando o ator George Reeves.



Depois, já na AIC, participou ativamente de filmes e séries de tv como: Cidade Nua, Rota 66, Viagem ao Fundo do Mar e até na 1ª temporada de A Feiticeira. Por volta de 1966 se transferiu para o Rio de Janeiro para gravar a novela O Sheik de Agadir na TV Globo, a qual estava iniciando.
Ainda dublou o ator Robert Taylor no filme "Quo Vadis" no estúdio TV Cinesom / RJ.

Henrique Martins, mais um grande nome que deixou registrada a sua excelência na AIC !


**Trecho de As Aventuras do Super-Homem, no qual Henrique Martins dubla o personagem**
video


**Aqui, um vídeo com um trecho da série Rota 66, no qual Henrique Martins dubla o ator convidado Jack Warden, que possui um sotaque húngaro**
video


**Trecho de um episódio da série Cidade Nua, no qual Henrique Martins dubla o ator convidado Albert Salmi, ao lado da dubladora Neuza Maria**
video


**DEPOIMENTO DE HENRIQUE MARTINS AO PRÓ-TV (MUSEU DA TV BRSILEIRA)**

**Marco Antônio dos Santos**

1 comentários:

Anônimo disse...

Henrique Martins dublou também Robert Taylor em "Robert Taylor:Detetive"(TV) e Jim Davis em "Brigada 8"(TV).

Postar um comentário