20 de setembro de 2008

DUBLADOR EM FOCO (17): GESSY FONSECA


 

 
Gessy Fonseca nasceu em 12 de março de 1924. Estreou em radioteatro na Rádio Record, em 1941. Sua voz perfeita fez com que fosse considerada a rainha da radionovela. Em 1944 se transfere para as Emissoras Associadas (Tupi e Difusora). Grandes radionovelas e, em 1945, um sucesso total com "Fatalidade" fazendo uma vilã.

Já em 1947, devido a sua grande interpretação com a voz, é contratada pela Rádio Bandeirantes pelo Diretor Rebello Júnior (pai do dublador Rebello Neto). Ao lado de grandes talentos do Rádio paulista a carreira de Gessy Fonseca cresceu a cada dia. Futuramente, Rebello Júnior viria a ser seu cunhado, casando-se com sua irmã Daisy, um grande talento para a Literatura.


Durante esse período, foi lançado o programa "Cinema em seu Lar", que constava de filmes radiofonizados por Ivani Ribeiro, lançados no ar pela Bandeirantes uma semana antes de serem lançados no cinema. O elenco todo ia para a cabine de determinada empresa de cinema e já, durante o filme, Ivani fazia a sinopse e no dia seguinte já entregava a história para os radioatores.


Depois de 9 anos na Bandeirantes, em 1956, a convite de Floriano Faissal (Diretor Artístico da Rádio Nacional do Rio de Janeiro), Gessy Fonseca integra o grande elenco da emissora para o radioteatro, participando de inúmeros sucessos da época. No Rio de Janeiro, Gessy amplia seu leque de grandes amizades do mundo artístico como Dias Gomes, Janete Clair, Mário Lago, entre tantos outros.


O retorno a São Paulo viria em 1958. Desta feita contratada pelas emissoras de Paulo Machado de Carvalho: Rádio Record, TV Record e Rádio São Paulo. Além de participar das grandes radionovelas da época, Gessy interpretou a personagem dona Lola, do romance Éramos Seis. Esta foi a 1ª adaptação para a tv da obra. A novela era "ao vivo" e exibida duas vezes por semana pela TV Record e Gessy ganhou o troféu Roquete Pinto como melhor atriz da televisão. Com o sucesso alcançado vieram outras novelas e personagens, ainda sem o advento do vídeo tape.


Em 1963, também integra o elenco de radioatores da Rádio Piratininga e se casa com o tradutor Hélio Porto, o qual, posteriormente, foi dublador e diretor de dublagem. Nesse mesmo ano já participa de algumas dublagens no estúdio Ibrasom, mas os seus personagens mais conhecidos do público foram realizados na AIC, onde ingressou em 1964.




GESSY FONSECA NA AIC


Na AIC, sua presença foi marcante, sempre com sua voz suave e excelentes trabalhos; podemos, dentre tantos, citar alguns:

* A 3ª voz de Endora na série A Feiticeira. Também, na mesma série fez tia Clara nas duas primeiras temporadas.



* A 2ª voz da Dra. Anne de O Túnel do Tempo, já nos últimos 5 episódios da série.


* A voz da Mulher Gato (Julie Newmar) na série Batman *

* Na série Perdidos no Espaço fez convidados importantes na 2ª temporada: A dama da dimensão verde e Varda, a andróide em dois episódios.

** A PERSONAGEM VARDA EM 2 EPISÓDIOS DE PERDIDOS NO ESPAÇO**

* Muitas participações em Os 3 Patetas. Participou de diversas séries de tv, dublando convidadas: Jeannie é um Gênio, Jornada nas Estrelas, O Túnel do Tempo, Viagem ao Fundo do Mar, etc.
Na série A Caldeira do Diabo (Peyton Place), dublou a atriz Lola Albrigt, como a personagem Constance MacKenzie, na 1ª temporada.
Dublou dezenas de filmes, dos quais se destacam "Leão no Inverno" e "O Rei e Eu".

Gessy Fonseca e Hélio Porto, em meados de 1968, se transferem para o Rio de Janeiro indo para o estúdio  TV Cinesom, adquirido em sociedade por seu marido.  Lá dublou mais séries: Júlia, Além da Imaginação (4ª temporada) e até novamente na série Batman, uma vez que a última temporada da série foi realizada nesse estúdio, porém dublando apenas convidadas.

Com o encerramento da TV Cinesom em 1970, Gessy Fonseca retorna a São Paulo e realiza algumas dublagens novamente na AIC e Odil Fono Brasil, além de programas culturais pela Rádio Cultura de São Paulo. Participa ainda da novela Bel-Ami na extinta TV Tupi.


Através de sua amiga Janete Clair, recebe o convite para participar da novela Fogo Sobre Terra, em 1974, fazendo a personagem Celeste (mãe de Regina Duarte). A novela realizada pela Rede Globo se estendeu durante muitos meses naquele ano.


De volta a São Paulo, Gessy Fonseca retorna à dublagem e participações em teleteatros da TV Cultura e pequenas participações em novelas. Dublou uma infinidade de filmes nos estúdios Álamo, BKS e Odil Fono Brasil.


Vencedora de diversos prêmios: Roquete Pinto, Tupiniquim, Nestlé, Aplauso (a mais bela voz), Princesa do Rádio, etc.

Até hoje, é reconhecida por seus colegas como "a dama da voz".

**Como Endora, a mãe de Samantha, na 2ª temporada da série:



**EPISÓDIO:  "SE A MODA PEGA"
video
 

**AQUI, UM VÍDEO NO QUAL DUBLA A PERSONAGEM VICTORIA BARKLEY NA SÉRIE BIG VALLEY, AO LADO DO DUBLADOR DÊNIS CARVALHO:

**Fonte de Pesquisa:

* Entrevista dada em 12/06/2011 e Álbum Pessoal de Gessy Fonseca


**Marco Antônio dos Santos**

0 comentários:

Postar um comentário