20 de setembro de 2008

DUBLADOR EM FOCO (16): RIBEIRO FILHO





João Martins Ribeiro Filho nasceu em São Paulo em 15 de junho de 1917. Começou a trabalhar na Rádio São Paulo aos 19 anos, já como locutor. De lá passou para as emissoras: Rádio Clube de Santos, Rádio Cosmos , Rádio Cruzeiro do Sul.

Depois foi para as Emissoras Associadas, onde trabalhava tanto na Rádio Tupi, quanto na Rádio Difusora.


Um dia após a inauguração da televisão, em 19 de setembro de 1950 , Ribeiro Filho fez parte do “Imagens do Dia”, primeiro telejornal brasileiro. Na televisão foi responsável pela implantação do gênero “comédia de situacão” (sitcom). Trouxe o gênero da Rádio Tupi, onde era produtor e redator. Ele então adaptou esse gênero para a televisão, criando personagens e programas de muito sucesso. Criou o “Filho de Peixe”, sendo que na televisão ele era o protagonista ao lado de Flávio Pedroso e da comediante Maria Vidal. Eram programas de trinta minutos de duração, que aconteciam uma vez por semana.


Em 1957 , Ribeiro era o diretor do programa “Coca Cola para Milhões”. Lançou muitos artistas, entre os quais Agnaldo Rayol. Também foi Ribeiro Filho que descobriu o rapazinho Tony Ramos, mais tarde um grande astro de novelas. Isso foi no programa: “Novos em Foco”. Foi Ribeiro que criou seu nome artístico. O menino de nome Antonio de Carvalho Barbosa estava com apenas 14 anos.


Além de suas várias funções no rádio e na televisão, Ribeiro Filho era também compositor. Como parceiro de Antonio Rago, compôs as músicas: “Jamais te esquecerei”; “ Em Tuas Mãos”; “Que importa”; “Duas Lagrimas. A parceria dos dois fazia muito sucesso. Fora da televisão e do rádio, Ribeiro Filho encerrou sua carreira como publicitário, na Agência de Publicidade Norton.


Com toda essa experiência, sobretudo no Rádio, Ribeiro Filho foi convidado para dublar Robert Young na série "Papai Sabe Tudo" (2ª voz), substituindo o dublador Ênio Ferreira que dublou as 4 primeiras temporadas ainda no estúdio Gravasom.



Como a série foi longa, apenas as duas últimas temporadas passam então já para a AIC. Ao terminá-la Ribeiro Filho abandona temporariamente a dublagem, retornando alguns anos depois, também a convite, para narrar a primeira versão da série Disneylândia.


 Nessa época, fez pequenas participações em algumas séries de tv como a 1ª e 2ª temporadas de Viagem ao Fundo do Mar, porém, seus compromissos com a televisão, principalmente o jornalismo, fizeram com que não realizasse integralmente a dublagem da 1ª versão de Disneylândia.



**VAMOS REVER UM EPISÓDIO DA SÉRIE PAPAI SABE TUDO COM A DUBLAGEM DE RIBEIRO FILHO**




Ribeiro Filho faleceu em 30 de julho de 2008, aos 91 anos de idade, na cidade de São Paulo.


 Ressaltamos como a AIC escolhia seus profissionais: pela experiência e qualidade.

**Marco Antônio dos Santos**

0 comentários:

Postar um comentário