4 de agosto de 2018

DUBLADOR EM FOCO (117): JOFERRAZ



Joferraz nasceu na cidade de São Paulo, no bairro de Vila Mariana, em 28 de outubro de 1949.

 Estudou no colégio franco-brasileiro Liceu Pasteur. Seu talento para as diversas Artes surgiu sempre naturalmente e, dessa forma, esteve presente em inúmeros momentos, com todo o seu potencial artístico.

Fez teatro amador no clube Pinheiros em 1967, e no ano seguinte já trabalhava como atriz profissional no programa Perspectiva, de Heloisa Castellar, na TV Cultura, que se preparava para a inauguração.



**Apenas com 8 anos de idade, já era "maneca" para desfilar pelas lojas Sears**

Através de sua amizade com Magda Medeiros foi convidada a tentar  dublagem na AIC, e ali começou seus primeiros passos com o seu esplêndido trabalho com a voz. No início, fazia algumas pontas e sempre aguardava alguma oportunidade.

**Final de 1968: próximo à estreia do programa "Perspectiva da TV Cultura"**

Sua primeira oportunidade viria com a transferência de Magda Medeiros para o Rio de Janeiro, assim assume a voz do computador da Enterprise na série Jornada nas Estrelas, o que ficou sendo o seu “primeiro boneco” e dublou a personagem princesa Neptina no desenho japonês Marine Boy (infelizmente esta dublagem da AIC foi totalmente perdida pela pequena distribuidora).



 Na AIC, ainda participou de pequenas dublagens em algumas séries de TV, como "E as Noivas Chegaram" e "Daniel Boone", mas com a sua potencialidade vocal passou também a dublar no estúdio  Odil Fono Brasil e mais tarde na Cine Castro São Paulo.

A partir de 1970 iniciou sua caminhada como teleatriz . Manteve a dublagem como atividade paralela, além do desenho e a ilustração.

É, através da TV Tupi de São Paulo que começa a trilhar este caminho participando de algumas novelas como: Hospital, A Fábrica, O Preço de um Homem, Simplesmente Maria, Na Idade do Lobo e em Papai Coração.

**Desempenhou o personagem de uma psicóloga**


**Paricipação na novela "Papai Coração**

Em 1978, a TV Tupi já esboçava a sua grave crise econômica e Joferraz foi residir no Rio de Janeiro, participando em dublagens no estúdio Herbert Richers e, surge um convite para uma pequena participação na novela Gina, produção da Rede Globo exibida às 18h., através do saudoso diretor artístico da emissora Moacir Deriquém.


É a partir desta sua participação na novela, que Joferraz começa a trilhar outros caminhos:

1 - Fez um teste de voz para uma campanha do Guaraná Bhrama, criada pela agência de propaganda Denison Brasil, cujo filme foi dirigido pelo cineasta Ronaldo Graça. Aprovada sua voz para a personagem central, deu inicio, assim, a sua caminhada no mercado publicitário.

2 - Foi pioneira ao gravar um comercial com voz feminina para uma instituição bancária na década de 1980 – um spot de rádio para o Banco Francês e Brasileiro, gravado no Estúdio Eldorado sob a direção e produção de Roberto Bueno.

3 - Participou de projetos inéditos como “Estadão no Ar” , o Jornal da FIESP e também foi a primeira voz feminina a gravar um portal de voz na web, todo gravado em URAs , numa prestação de serviço inovadora para aqueles tempos, produzido pela Telemar Comunicações.


 Como profissional de voz, teve uma atividade profissional ininterrupta, estão clientes de empresas das melhores e maiores marcas e produtos, assim como agências de propaganda.


**O DESPONTAR DE OUTROS POTENCIAIS ARTÍSTICOS**


Na TV Tupi também foi assistente do figurinista da casa: o hoje famoso carnavalesco Chiquinho Espinosa. Paralelamente fazia pesquisa pra um programa jornalistico chamado UNIVERSO XXI, apresentado pelo cinéfilo Luciano Ramos.


Em 1974 fez ilustrações pra revista Planeta, mas depois de algum tempo foi para a Bolívia e lá, fez cursos de cerigrafia em metal.

Em sua página, no Facebook, há o  seu curriculo de Artes e há diversos álbuns com um pouco de tudo o que vem criando há anos.



Na Rádio Capital, com Helio Ribeiro e Alexandre Kadunc, depois na Band em uma produção independente de um amigo produtor, montou grupos de DESENVOLVIMENTO DA AUTO EXPRESSÃO ATRAVÉS DA EXPRESSÃO DRAMÁTICA, teve grupos performáticos em uma escola de artes, desenvolvendo um projeto para a Prefeitura de São Paulo chamado BRINCANDO DE TEATRO, que durou uma semana no Centro Cultural SP no final da década de 1990, o qual teve atividades teatrais e de criação de cenários dadas por Joferraz, com obejtos de sucata e reciclaveis. 

Paralelamente participou de diversos comerciais para a TV, alguns premiados.

**Vejamos este comercial, de meados dos anos 90, com o nosso conhecido Sílvio Matos.

 **Uma produção de Fernando Meirelles**


**OBRAS ARTÍSTICAS**

Através de sua criatividade  artística aliada ao curso de cerigrafia realizado na Bolívia em metal, Joferraz desperta para outras formas de escultura e pintura, paralelamente participa de diversas dublagens em São Paulo, através dos estúdios Megasom e Mastersound, onde desenvolveu trabalhos importantes em diversos filmes.


 
TÉCNICA - Foto Digital Artwork a partir de um desenho de sua autoria, posteriormente, digitalizado.Este trabalho foi exposto em Nova York.



**Cia. Arte e Cultura/Espaço Paulista de Arte/ Expô de Inverno2014**


A sua dedicação às artes não limitou o seu tempo disponível para a dublagem, algo que sempre adorou fazer.
Dublou em diversos filmes e participações em séries e desenhos até o final da década de 1990.

Praticamente, participou de todos os estúdios de São Paulo: AIC, Odil, CineCastro SP, BKS, Álamo, Megasom, Gota Mágica, Mastersound, Mashemelow, Sigma, Clone, Centauro, Dublavídeo, etc.


**SURGE O CLUBE DA VOZ**


Joferraz foi uma das fundadoras do Clube da Voz, o qual surgiu em 1992 e, atualmente, são 72 profissionais
de várias gerações. São as vozes dos mais relevantes comerciais de TV e Rádio, das produções para internet, das mais importantes campanhas publicitárias e políticas, do atendimento eletrônico de grandes empresas e de cada novo sistema que a tecnologia alcança.
O associado ao Clube da Voz tem uma carreira consolidada e reconhecida pela excelência de seu trabalho e pela ética no mercado.
O Clube da Voz tem como objetivo pesquisar, promover e valorizar a atividade de locução comercial, divulgar seus associados, bem como contribuir para a formação de novos profissionais.


Com sua voz serena e nítida Joferraz já fez inúmeros trabalhos para diferentes produções.

**Ouçamos a sua voz neste vídeo sobre Modernistas Espanhois promovida pelo Centro de Cultura do Banco do Brasil**


Joferraz é uma artista que percorreu diversas trilhas, que o seu potencial artístico foi se ampliando, mas sempre que pode nunca abandonou a dublagem.
Infelizmente, houve pouco tempo para a sua escalação em personagens fixos em séries de TV e até para uma participação maior em dublagens de filmes.

Aqui, verificamos que nos idos de 1968/69, a jovem que ficava à espera de ser escalada em algo para dublar na AIC, não imaginaria a diversidade que o seu trabalho artítico obteria.

Como em muitos outros casos, a AIC sempre abrigou profissionais altamente experientes e também aqueles que estavam iniciando suas carreiras.
A AIC foi a "escola" de muitos, os quais demonstraram a sua enorme competência e sensibilidade artística.


**Como curiosidade, ouçamos Joferraz dublando o computador da Enterprise na série Jornada nas Estrelas** 



**Marco Antônio dos Santos**