7 de setembro de 2016

MEMÓRIA AIC (27): STINGRAY


Stingray foi uma série de marionetes para a televisão, criada por Gerry e Sylvia Anderson e produzida pela AP Films para a ATV e ITC Entertainment, apresentado originalmente na Inglaterra, pela ITV, entre 4 de outubro de 1964 a 27 de junho de 1965, num total de 39 episódios de 25 minutos aproximadamente.

 A série foi a terceira aventura do produtor Gerry Anderson numa técnica criada por ele chamada de Supermarionation. Anteriormente, já havia sido produzidas "Super Car" e "Fireball XL-5 (produzidas ainda em preto e branco).
Stingray foi a primeira produzida a cores, embora, no Brasil, tenha sido exibida apenas uma vez colorida, logo após a implantação da tv a cores na tv brasileira.

 Provavelmente a primeira série de bonecos a atingir a audiência de um público mais adulto, uma fórmula que se pode sentir mais claramente em seu próximo trabalho, Thunderbirds.


Stingray era um submarino atômico de alta tecnologia, armada com possantes mísseis e pilotada pelo capitão Troy Tempest, um americano, nascido em Nova Iorque, no dia 4 de janeiro de 2038.
Como era norma dos herois de Anderson, a aparência física de Tempest era baseada num ator famoso, e desta vez o escolhido foi o favorito de sua esposa Sylvia Anderson, que gostava do ator James Garner.

**CAPITÃO TROY TEMPEST**

Stingray ficava baseada em Marineville, onde também ficava o quartel da WASP (Word Aquanaut Security Patrol) uma Patrulha Aquática para Segurança Mundial, uma divisão de um governo internacional, responsável pela patrulha dos mares.

Sem que o resto do mundo tomasse ciência da existência de outras civilizações submarinas, a tripulação da nave era constantemente ameaçada pelo maldoso aquafibiano Titã, senhor todo poderoso de uma cidade subaquática de Titanica.
  
Essa raça submergida vagavam pelo fundo do mar com a sua engenhoca chamada de "Terror Fish", que podiam lançar mísseis, quando o grande peixe mecânico abria uma brecha de sua boca.


**TERROR FISH**

Em terra, o agente de Titã se chamava Artura, também conhecido com o codinome de X 2-0.

**AGENTE ARTURA (X 2-0)**

Toda vez que inexplicáveis ataques aconteciam aos habitantes da superfície, a divisão WASP era imediatamente chamada para investigar o acontecido e Stingray era acionado.

No submarino Stingray, o capitão Tempest era sempre acompanhado pelo seu co-piloto George "Phones" Sheridan, que foi apelidado assim porque ele tomava conta dos navios do tipo hidrophone, que usavam sistema de sonar e por isso ficava constantemente usando os "phones" para sua localização e comunicação.

Certa vez, ao encontrar a civilização submersa de Titanica, toda a tripulação do Stingray foi capturado, pelo perverso Imperador Titã. Desse modo Troy Tempest descobre a existência da sereia de olhos verdes chamada Marina.

**IMPERADOR  TITÃ*

Ela era filha do Imperador Aphony de Pacífica, que fora capturada pelo malvado Titã, durante uma invasão a Pacífica, deixando-a aprisionada como uma escrava durante quase um ano. 

Troy e Phone a ajudam a fugir desse cativeiro, quando ele estava preste a ser executada. Após essa aventura Marina passa a fazer parte integrante de Stingray e passa a acompanhar em quase todas as missões.

A tripulação do Stingray recebia as ordens de Comandante Shaw, que ficou aleijado durante uma batalha no mar e limitava a andar em seu hoverchair (uma espécie de cadeira que deslizava sobre um colchão de ar).


Shaw ficava na sede em Marineville onde era ajudado pelo competente assistente o subtenente Fisher e pela filha Atlanta. A série conseguiu angariar uma boa audiência graças a um trabalho desenvolvido pela AP Films, bem superior às utilizadas em trabalhos anteriores e também contava com ações rápidas e bons enredos.

Também havia um triangulo amoroso entre Marina e Atlanta que competiam pela atenção de Troy Tempest. Isto ajudava grandemente a atrair um público mais adulto, apresentando uma subcorrente de sofisticação emocional à série, o que diferenciava muito de outras obras de bonecas, que eram estritamente dirigidas somente às crianças.

Com Stingray e o desenvolvimento da técnica de Supermarionation de Anderson, permitiu criar uma próxima série com muita técnica, chegando bem próximo a cume da sofisticação, que foram as séries Thunderbirds e Capitão Escarlate.

Stingray foi um dos primeiros passos importante no processo evolutivo de Anderson e também para pavimentar a aceitação do adulto neste tipo de entretenimento, que até então era somente assistido pelas crianças de forma geral.


As aventuras de Stingray tem início com o episódio de estreia denominada de mesmo nome da série, quando a nave World Navy é destruída misteriosamente e o capitão Troy, juntamente com Phones são designados para investigares o caso.

Durante a investigação eles são capturados pelos Aquafibianos e são condenados á prisão perpétua dentro de seu complexo penintenciário submarino em Aquatraz por Titã de Titânica.

O último episódio da série denominado "Aquanaut of the Year" mostra o capitão Troy Tempest recebendo um prestigioso prêmio. Senta-se diante da plateia e assiste, juntamente com o público uma seleção de suas aventuras que são lembradas como flashbacks.


**ABERTURA DE STINGRAY EM INGLÊS**
video


**A SÉRIE NO BRASIL**

Stingray teve apenas uma temporada de produção (1964-65) e estreou no Brasil, através da TV Tupi, no segundo semestre de 1966.

Após a exibição de seus 39 episódios pela TV Tupi, há informações não confirmadas, de sua exibição na TV Globo, em 1967, durante um curto período, e pela TV Record em 1968.

Após algum tempo fora da grade de programação, somente retornaria novamente pela TV Tupi, em 1972/73, através da "Faixa Quente", a qual incluía também Thunderbirds e Capitão Escarlate.
 No horário da tarde, a cada dia da semana, era exibida uma série. Isto ocorreu durante quase um ano.

Depois dessa exibição dessas séries, não encontramos registros de exibição em outras emissoras, somente Thunderbirds retornaria em 1991, porém já totalmente redublado, exibido pelo SBT.




*A DUBLAGEM DA AIC*

A dublagem de Stingray foi realizada em meados de 1966 e contou com a tradução e direção de dublagem de Emerson Camargo, o qual também dublou o capitão Troy Tempest. 
Dos 39 episódios, Emerson Camargo nos declarou que tenha dublado entre 25 a 30 episódios, sendo substituído por Hélio Porto. Este fato ocorreu devido à pesquisa para a tradução de Jornada nas Estrelas e escalação do primeiro elenco de vozes da série.

Stingray teve uma dublagem com a qualidade do apogeu da AIC.

Infelizmente, todas as séries inglesas perderam sua dublagem, mas por volta de 1985, foram unidos dois episódios e redublados pelo estúdio Álamo.
Esses episódios foram reunidos numa fita VHS e se encontrava em algumas locadoras de fitas para vídeocassetes. 


**PERSONAGENS / DUBLADORES**


**Capitão Troy Tempest: Emerson Camargo e Hélio Porto (2ª voz)**


**Tenente George Lee Sheridan: Dênis Carvalho**

**Comandante Sam Shore: Magno Marino**


**Tenente Atlanta: Magda Medeiros**


**Marina: não podia falar, mas poderia se comunicar com outras pessoas através de seu poder de telepatia mental. Ocorria raras vezes e não teve uma dubladora fixa.**

**Imperador Titã: Garcia Neto**

**Artura (X 2-0): Osmiro Campos**



**VAMOS REVER UM EPISÓDIO COM A DUBLAGEM AIC**


**EPISÓDIO 09: "ENCANTOS DO MAR"**



**PARTE 1**
video

**PARTE 2**

video

**PARTE 3**

video


**Marco Antônio dos Santos**

4 de agosto de 2016

DUBLAGEM INESQUECÍVEL (29): CAPITÃO ESCARLATE



A série Capitão Escarlate foi criada depois término da série Thunderbirds, usando também a técnica conhecida como Supermarionation, uma técnica avançada que envolve a manipulação de bonecos, efeitos especiais e outros dispositivos especializados.

Nesta técnica, os bonecos são controlados através de finos cordões de nylon, as vozes são registradas primeiramente e os diálogos são feitos controlando os movimentos da boca dos bonecos de forma que eles falem com bastante sincronização, o que dá a impressão que os bonecos tem vida própria.

 Thunderbirds já havia sido uma série de Supermarionation de grande sucesso. O seu criador, Gerry Anderson, queria fazer uma série adicional, mas propuseram-lhe que o ideal era fazer um nova de Supermarionation e assim em setembro de 1967 surgia o Capitão Escarlate.

Durante a década de 1960 havia uma especulação mundial sobre a possibilidade de haver vida no planeta Marte. Baseado nesta hipótese, Gerry Anderson, criou a sua próxima produção de televisão, ao redor de uma possível forma alienígena que ele chamou de Mysterons.


Gerry evitou adivinhar de como seriam os alienígenas e assim criou os Mysterons invisíveis. Deste modo, se formas de vida fossem descobertas em Marte, em anos posteriores, o seriado não ficaria obsoleto. Os Mysterons eram uma raça alienígena invisíveis que tinham o poder de destruir pessoas e objetos ou substituí-los por réplicas que ficavam ao seu controle.

Tudo começou quando os exploradores, acidentalmente, causaram um guerra interestelar no início da colonização do planeta Marte. Ao localizar uma cidade marciana habitada pelos Mysterons, os exploradores julgando que seriam atacados, resolveram atacar primeiro. Tudo que os Mysterons estavam querendo era travar contato com os terráqueos, mas ao serem atacados resolveram destruir a Terra, por considerarem maléfica e perigosa.

Para isso os Mysterons enviaram o vilão Capitão Black para a Terra e o Capitão Escarlate foi incumbido de proteger o Presidente do mundo dos ataques dos Mysterons. O Planeta Terra já era evoluído suficientemente para ter apenas um presidente mundial.


O grupo Spectrum contava com os carros especiais pilotados pelos agentes e o auxilio das aeronaves  do grupo Anjos, cujo esquadrão era formado por mulheres pilotos com os codinomes Destino, Harmonia, Melodia e Rapsódia. Só que os Mysterons tinham um espião chamado Capitão Black que representava grande perigo para o Capitão Escarlate e seus aliados.


O Capitão Escarlate pertencia a uma organização terráquea chamada Spectrum, que era responsável para manter a paz mundial e para isso contava com uma base aérea fixa no céu. Essas bases eram mantidas suspensas no ar por jatos estabilizadores, proporcionando a estabilidade necessária para que as bases não caíssem.

Havia também nas bases o esquadrão de jatos pilotados por mulheres chamadas de Anjos. Os anjos estavam bem a frente profissionalmente de seu tempo, 1967, era incrível ver mulheres pilotando. Porém a série era fixada no século 21 e isto era uma previsão para o futuro.

O Capitão Escarlate foi o primeiro boneco a possuir as proporções exatas de um ser humano criado por Gerry Anderson e também pela primeira vez foi possível criar um lábio com pequenos componentes que davam sincronia eletronicamente, que eram fixados no tórax dos bonecos.


Curiosamente, as mãos dos bonecos não podiam segurar objetos, o que significava que quando uma mão de um personagem dava por exemplo, um tiro, uma mão humana era usada como substituição. Barry Gray compôs a música tema da série Capitão Escarlate. Foi uma das primeiras pessoas a usar a música eletrônica para uma trilha sonora de televisão.

Capitão Escarlate estreou na televisão americana em setembro de 1967 e ficou até maio de 1968.


 No Brasil ela foi apresentada a partir do final dos anos 60, também com grande sucesso.

  
*BASE SPECTRUM*



**A SÉRIE NO BRASIL**

Capitão Escarlate teve apenas uma temporada de produção (1967-68) e estreou no Brasil através da TV Bandeirantes, aos sábados às 19h, no início de 1969.
A série, assim como na Inglaterra, obteve grande sucesso, mas os produtores decidiram encerrar a produção de séries com bonecos, partindo para séries de ficção científica com atores.

Capitão Escarlate teve a exibição de seus 32 episódios na TV Bandeirantes durante um longo período.

Após algum tempo fora da grade de programação, somente retornaria em 1972/73, através da "Faixa Quente", a qual incluía também Stingray e Thunderbirds.
 No horário da tarde, a cada dia da semana, era exibida uma série. Isto ocorreu durante quase um ano.
Retornaria por volta de 1978/79 ainda pela TV Tupi.

Depois dessa exibição dessas séries, não encontramos registros de exibição em outras emissoras, somente Thunderbirds retornaria em 1991, porém já totalmente redublado, exibido pelo SBT.




*A DUBLAGEM DA AIC*

A dublagem de Capitão Escarlate foi realizada no segundo semestre de 1968 e contou com um elenco de vozes primoroso, o que valorizou muito a manipulação realizada com bonecos. Uma dublagem excelente que trouxe um brilho às aventuras exibidas.

Infelizmente, todas as séries inglesas perderam sua dublagem, mas por volta de 1985, ainda foram encontrados dois episódios de Capitão Escarlate com a dublagem intacta da AIC.
Esses episódios foram reunidos numa fita VHS e se encontrava em algumas locadoras de fitas para vídeocassetes. 


**PERSONAGENS / DUBLADORES**


*Capitão Escarlate: Flávio Galvão*

*Capitão Black: Magno Marino*

*Cpitão Blue: Marcelo Gastaldi*

*Coronel White: José Miziara*

*Tenente Green: Hugo de Aquino Júnior*

*Capitão Grey: Carlos Campanile*

*Capitão Ochre: Olney Cazarré*

*Capitão Magenta: Rebello Neto*

*Dr. Fawn: Celso Vasconcellos*

*Anjo Destino: Rita Cleós*

*Anjo Rapsódia: Deise Celeste*

*Anjo Sinfonia: Áurea Maria*

*Anjo Harmonia: Joferraz*

**VOZ DOS MYSTERONS: Magno Marino (falsete)**


**VAMOS REVER 2 TRECHOS DE CAPITÃO ESCARLATE**


*VÍDEO 1*
video



*VÍDEO 2*
video



**Marco Antônio dos Santos**